Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bosh e empresa Austríaca criam geladeira baseada em tecnologia Blockchain

geladeira blockchain

Através de um comunicado de imprensa, a gigante do mercado eletrônico Bosh e a Wien Energie, empresa austríaca fornecedora de energia, anunciaram criação de uma geladeira baseada na tecnologia blockchain que permite aos consumidores monitorar e controlar o consumo de eletricidade.

A geladeira pode ser controlada através de um aplicativo de dispositivo inteligente que permite aos usuários definir a temperatura da geladeira e do freezer, controlando diretamente o consumo de energia. O aplicativo também envia alertas se a porta for deixada aberta, além de dar uma visão do consumo de energia ao longo do tempo.

Um dos aspectos mais interessantes da nova tecnologia é possibilidade do usuário poder utilizar contratos inteligentes para controlar as fontes de energia podendo, inclusive, escolher de qual fonte provém dita energia. Por exemplo, é possível escolher se a eletricidade provém de um parque eólico próximo, do sistema de energia solar ou de uma hidroelétrica, trazendo mais transparência para os consumidores em relação à origem da energia.

As duas empresas planejam testar o dispositivo com vários clientes nos próximos meses e depois pretendem implementá-lo em um teste com escala mais ampla, usando uma infraestrutura de blockchain urbana desenvolvida pela Wien Energie e a empresa de blockchain Riddle & Code. Para esse teste, cerca de 100 moradores vão ajudar a examinar a eficácia de poder selecionar tarifas de eletricidade usando a tecnologia blockchain e os medidores inteligentes.

Peter Gönitzer, CEO da Wien Energie, disse:

    “A infraestrutura blockchain deve permitir novos modelos de negócios no mercado de energia. Por exemplo, uma estação de recarga de carros poderia usar um protocolo blockchain e contratos inteligentes para comprar eletricidade proveniente de sistemas solares nos telhados de um bairro ou do comércio atacadista e depois comercializá-lo em um carro elétrico.”

 

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias