Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bitcoin: Trader é sentenciado a 2 anos de prisão nos EUA

bitcoin crime doj

Jacob Burrell Campos, um trader de Bitcoin, perdeu mais de US$800 mil (equivalente a mais de 3 milhões de reais) após ser sentenciado, na última segunda-feira (08), a cumprir dois anos de prisão por “operar bitcoins em uma plataforma sem licença”anunciou o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ). 

Campos é um cidadão americano nascido no México e, com a ajuda de vários associados, movimentou mais de US$ 1 milhão entre os dois países, tudo sem relatar as transferências às autoridades financeiras.

No entanto, a maioria dos crimes pelo qual foi sentenciado envolvem a execução do que é, em essência, uma exchange não licenciada, sem medidas anti-lavagem de dinheiro ou de devida diligência. 

Em outubro, o trader, que já estava sob custódia sem fiança há oito meses, confessou ao DOJ “admitindo que ele operou uma exchange de Bitcoins sem se registrar na Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN) do Departamento de Tesouro dos EUA, e sem implementar seguir as normas contra a lavagem de dinheiro. “ 

A acusação argumentou que “especuladores não licenciados representam uma séria ameaça à integridade do sistema financeiro dos EUA, criando um buraco no esquema regulatório de combate à lavagem de dinheiro e permitindo que criminosos lavem seus recursos em dinheiro sem escrutínio”.

“[Um] lembrete para aqueles transmissores de dinheiro ilegais e sem licença, de que as leis e regras se aplicam a transações de criptomoeda assim como para outros tipos de transações financeiras”, disse o agente especial David Shaw sobre o veredito.

Trades realizadas em exchanges oficiais, por outro lado, devem permanecer livres de processos. 

Leia também: Saiba como declarar Criptomoedas no imposto de renda

 

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias