Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Binance cria campanha para ajudar a reconstruir Notre Dame, mas você realmente deveria doar?

Binance cria campanha para ajudar a reconstruir Notre Dame, mas você realmente deveria doar?​

notre dame binance criptomoedas

A principal exchange de criptomoedas do mundo, Binance, lançou na última quarta-feira (17), uma campanha de doação de criptomoedas para apoiar a reconstrução da catedral de Notre Dame em Paris, na França, que foi atingida por um incêndio na tarde de segunda-feira. 

“Foi um grande momento de perda de cultura, artes e história compartilhada por toda a humanidade”, disse a Binance em seu post. 

O ministro francês de assuntos digitais, Cédric O, disse estar aberto a discutir formas de aceitar doações em criptomoedas, informou a Bloomberg. 

As doações estão acontecendo na Blockchain Charity Foundation (BCF), plataforma da exchange. Até o momento da publicação, já havia sido realizadas 57 doações em Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e Binance Coin (BNB), totalizando 3,16 bitcoins, o equivalente a US$ 16.550. 

Embora a intenção seja boa, talvez o doador estivesse melhor guardando seus bitcoins ao invés de doá-los para a reconstrução de um dos edifícios mais emblemáticos da história, sugeriu o The Next Web. 

 

Bitcoin não foi criado para limpar a bagunça do governo

De acordo com as autoridades de Paris, o incêndio foi um acidente e não há suspeita de terrorismo ou incêndio criminoso. Segundo jornal local, as chamas podem ter começado na parte inferior da torre gigante da catedral e podem ter sido causadas por faíscas devido a um dos defeitos do elevador. 

A verdade é que Notre Dame está desmoronando há anos. Em 2017, o professor de arte, Andrew Tallon, especialista em arquitetura gótica, alertou sobre o risco em que se encontrava a integridade estrutural do monumento. 

“Se os arcobotantes não estiverem no lugar, o coro pode descer”, disse Tallon à Time . “Quanto mais você espera, mais precisa derrubar e substituir.” 

A Igreja, por outro lado, afirmou não saber como a catedral havia se tornado decadente, e há relatos de que só notou após o governo padronizar as chaves para acessar seus níveis superiores, onde havia grande parte do dano. 

Durante 850 anos, a construção aguentou vento, chuva e poluição danificando suas paredes formadas de pedras de calcário. As gárgulas, imagens “protetoras” da catedral, também estavam se desintegrando. 

Havia um jardim especial chamado de “cemitério”, onde eram armazenadas peças de alvenaria que se desprendiam. O pináculo, que desabou durante o incêndio, já havia sido reforçado. 

Assim, antes mesmo do incêndio, o custo de reforma da catedral era estimado em US$170 milhões. 

A França chegou a alocar US$6,75 milhões para consertar a torre, pois os danos causados pela água já ameaçavam seu teto de madeira. O reparo supostamente teve início há quase dois anos. 

Entretanto, uma autoridade francesa, embora não autorizada a falar com a mídia, alertou que a Notre Dame não deveria contar com financiamento regular para reparos, e afirmou que esta não cairia. Além disso, também disseram que a catedral não era prioridade, já que a França possui milhares de monumentos. 

Maggie Koerth-Baker, repórter de ciência, destacou um artigo de 2018 que detalhava como a catedral foi levada a uma deterioração perigosa devido às ineficiências burocráticas do governo francês e da Arquidiocese de Paris e que os EUA deveriam intervir com uma fundação para arrecadar US$ 185 milhões para restaurá-la. 

A razão da existência do Bitcoin é uma resposta ao grande governo que resgatou bancos em 2008 durante a crise global, sendo assim, usá-lo para socorrer a bagunça de governos mundiais e igrejas associadas não condiz com seu propósito. 

Leia também: Clientes sugerem que NuBank crie sua própria criptomoeda, a NuCoin

 

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias