Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Europol apreende Bitcoin e Monero em ação que fechou dois mercados da dark web

Europol apreende Bitcoin e Monero em ação que fechou dois mercados da dark web

bitcoin monero dark web

Dois grandes mercados da dark web foram derrubados em operações globais simultâneas lideradas pela Europol: o Wall Street Market e o Silkkitie (também conhecido como Valhalla Marketplace), anunciou a organização em publicação na última sexta-feira (3). 

Três suspeitos de administrar o Wall Street Market, segundo maior mercado de dark web do mundo, foram presos pela Polícia Federal Alemã, que apreendeu Bitcoin e Monero “em valores de seis digitos. 

Também foram apreendidos mais de € 550.000 (cerca de US $ 615.000) em dinheiro, carros, computadores, discos rígidos e outros itens. 

O mercado tinha mais de 1,15 milhão de usuários registrados e 5.400 vendedores de drogas, dados roubados, documentos falsos e softwares maliciosos. 

Bitcoin e Monero eram usados pelos usuários para realizar os pagamentos. Enquanto isso, funcionários recebiam comissões de 2% a 6% do valor de vendas para a liquidação de vendas ilegais da plataforma. 

Europol também anunciou que a Alfândega finlandesa derrubou o mercado Silkkitie, da dark web. 

Segundo a publicação, as autoridades também fizeram uma “apreensão significativa de bitcoin” do site, que operava na rede anônima The Onion Router (Tor) desde 2013. 

“Estas duas investigações mostram a importância da cooperação na aplicação da lei a nível internacional e demonstram que a atividade ilegal na Dark Web não é tão anónima como os criminosos pensam”, disse a directora executiva da Europol, Catherine De Bolle. 

Em outro caso de crimes envolvendo criptomoedas, dois homens recentemente se declararam culpados por vender ilegalmente esteroides e substâncias controladas e lavar milhões de dólares em criptomoedas e pagamentos da Western Union nos Estados Unidos. 

No início de abril, supostamente ocorreu o maior confisco do Canadá quando um traficante de drogas online foi ordenado pelo tribunal de Toronto a pagar a totalidade de suas ações de US$ 1,4 milhão por bitcoins ao Estado.  

Leia também: Fraudes em exchanges: Robôs estão infestando as plataformas

 

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias