Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Novidade: Transações em Bitcoin já podem ser efetuadas pelo WhatsApp

Novidade: Transações em Bitcoin já podem ser efetuadas pelo WhatsApp

whatsapp criptomoedas

Usuários do WhatsApp agora podem enviar e receber Bitcoin (BTC) e Litecoin (LTC) mensagens graças ao bot Lite.Im, bot lançado pela empresa suiça Zulu Republic. O anúncio é a mais recente tentativa de simplificar o processo de transação de criptomoedas, aproximando as moedas virtuais do cidadão comum.

Enviando Bitcoin pelo WhatsApp

Em um tweet publicado pela empresa ontem, a plataforma digital anunciou que sua plataforma de mensagens de criptomoedas Lite.Im havia introduzido uma maneira simples de enviar e receber bitcoins via WhatsApp.

Estamos felizes em anunciar que a partir de hoje você pode enviar e receber #bitcoin & #litecoin pelo #WhatsApp via @liteim_official! tente você mesmo aqui: https://wa.me/17869167825?text=HODL…

Se quiserem utilizar o serviços, os usuários só precisam adicionar o bot Lite.Im no aplicativo e seguir as instruções na tela. Existem inúmeras opções para os usuários, além de enviar e receber BTC e LTC.

O serviço também permite que as pessoas ganhem créditos em criptomoedas através de um programa de referência. Há também opções que permitem aos usuários definir sua moeda padrão, bem como selecionar seu idioma e senha preferidos.

whatsapp bitcoin

Atualmente, os dois idiomas padrão são inglês e espanhol. O serviço também suporta o envio e recebimento de Ether (ETH) e ZTX – o token nativo na plataforma Zulu Republic.

Tornando transações com Criptomoedas mais simples

As transações de criptomoedas baseadas em mensagens introduzem certa simplicidade no processo, especialmente para indivíduos menos experientes em tecnologia. Lite.Im já tem serviços semelhantes para o Facebook Messenger e Telegram.

O WhatsApp sozinho tem mais de 1,5 bilhão de usuários em praticamente todos os cantos do mundo.

Com as transações de ativos criptográficos se tornando mais fáceis em lugares no Sudeste Asiático e na África, existe a possibilidade de mais pessoas sem conta em bancos tenham acesso a outros canais de pagamento.

Leia também: Trader de Bitcoin comete suicídio e culpa policiais que o pressionaram após perdas da moeda

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas