Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Brasileiro acusado pelo MPF usou Bitcoin para cobrir rastros de pedofilia na deep web

Brasileiro acusado pelo MPF usou Bitcoin para cobrir rastros de pedofilia na deep web

mpf pedofilia bitcoin

O Ministério Público Federal (MPF), acusou um brasileiro de pedofilia e crimes relacionados ao artigo 71 do Código Penal Brasileiro. Segundo a denúncia, o criminoso usava Bitcoin para ocultar seus rastros. 

Wagner Vieria de Maia usava a rede de anonimato Tor para navegar na Deep Web, segundo matéria publicada pelo Cointelegraph nesta quarta-feira (29).  

O brasileiro é apontado pelo MPF como usuário Thor 53 no Fórum Forpedo Brasil, uma plataforma supostamente usada para compartilhamento e comércio de pornografia infantil. 

 

“O usuário tinha intensa atividade no fórum, tendo atingido o nível hierárquico VIP3 (graduação criada pelos usuários do Fórum), apenas um nível abaixo do mais alto, devido às 5942 atividades, ou seja, posts, views, agradecimentos, etc, o que foi consignado na Informação 1612/2015 (fls. 193/194).”

De acordo com o processo, Maia teria usado Bitcoins como forma de pagamento por “publicações de diversos arquivos de fotos e vídeos contendo cenas de sexo explícito envolvendo crianças e/ou adolescentes” que fazia na plataforma. 

“O acusado teria demonstrado conhecimento de informática e preocupação em não ser rastreado ou identificado, orientando outros usuários a utilizarem um servidor da rede onion para manter os arquivos com segurança, bem como utilizar a moeda bitcoin para não deixar rastros.”

A ação acontecia utilizando computadores instalados em sua residência e no endereço de seu trabalho. 

O brasileiro alega que a página teria sido criada pela polícia e que ele teria sido instigado a cometer o crime. 

No entanto, o Tribunal Regional Federal da 3° Região (TRF-3), que julga o caso, afastou a tese da defesa e determinou que seja realizada uma audiência com o acusado e com as testemunhas para apuração do caso. 

Leia também: Justiça nega pedido de restituição de investidores de pirâmide financeira

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas