Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Site fechado pela Europol fazia lavagem de dinheiro com Criptomoedas e faturava US$ 600 mil por mês

Site fechado pela Europol fazia lavagem de dinheiro com Criptomoedas e faturava US$ 600 mil por mês

europol lavagem criptomoedas

O Serviço de Informação e Investigação Fiscal holandês (FIOD) retirou do ar um site que oferecia um serviço de “mistura” de criptomoedas, o BestMixer.io, em uma ofensiva envolvendo a Europol e autoridades de Luxemburgo.

A agência antifraude disse que iniciou uma investigação contra a BestMixer no meio do ano passado. Alegando que o serviço era utilizado para facilitar as transações monetárias com intenção ilícita.

A investigação revelou muitos casos em que as pessoas usaram BestMixer para ocultar e lavar dinheiro de origem criminosa. Como parte do movimento, as autoridades apreenderam seis servidores em Luxemburgo e na Holanda. O BestMixer ficou offline em 22 de maio de 2019.

O misturador produzia três criptomoedas, especificamente bitcoin, bitcoin cash e litecoin.

Um comunicado de imprensa da Europol afirmou:

 

"A Bestmixer.io foi um dos três maiores serviços de mixagem para criptomoedas e ofereceu serviços para misturar bitcoins, bitcoin cash e litecoins."

Investigação continua

Investigação continua

O serviço principal oferecido pela BestMixer envolve reunir fundos em criptomoedas e, a partir disso, criar uma série de novas transações na tentativa de ocultar a fonte. Os criminosos supostamente utilizam o serviço em troca de uma taxa.

Fonte: FIOD
A Europol e a FIOD afirmaram que o portal produzia aprox. lucros de US$ 600.000 por mês, equivalentes a 75 Bitcoins na taxa de câmbio atual.
 
“O volume de negócios total dos mercados Deep Web é de aprox. US$ 800 milhões por ano ”, acrescentou FIOD. “Acredita-se que uma grande parte desses pagamentos ocorra através de misturadores, a fim de lavar o dinheiro do criminoso.
 
Entretanto, a Europol afirmou que a sua investigação ainda não terminou. A agência revelou que as autoridades coletaram informações cruciais dos servidores apreendidos que os ajudariam a encontrar criminosos que se associaram ao BestMixer.

“O FIOD reuniu informações sobre todas as interações nesta plataforma no ano passado; isso inclui endereços IP, detalhes de transação, endereços de bitcoin e mensagens de chat ”, disse a Europol.
 
“O FIOD vai agora analisar esta informação em cooperação com a Europol”

O caso faz parte de uma repressão crescente da Europol contra as fraudes relacionadas com a criptomoeda. Esse ano, a agência já prendeu um cidadão britânico por roubar cerca de US$ 11,34 milhões em tokens IOTA de 85 vítimas em todo o mundo.
 

Leia também: Idosa minera Bitcoin, leva prejuízo e ainda é presa por roubar eletricidade

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas

Operação Egypto