Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Fundador da BTCX usa energia solar para minerar Bitcoin; prática é muito mais rentável

Fundador da BTCX usa energia solar para minerar Bitcoin; prática é muito mais rentável

energia solar bitcoin mineração

Devido ao crescimento da taxa de hash para mineração do Bitcoin (BTC) e Bitcoin Cash (BCH) nos últimos anos, a prática têm se tornado cada vez mais cara por conta do alto gasto com energia elétrica. 

No entanto, muitos mineradores estão aderindo a outros métodos, como energia eólica, energia hidrelétrica e energia solar.  

Christian Ander, fundador da exchange BTCX de Estocolmo, na Suécia, deu um bom exemplo de como esses métodos podem ser eficazes. 

Em seu perfil no Twitter na quarta-feira (29), Ander contou que, graças ao uso de sua energia solar excedente para mineração de Bitcoin, ele tem ganhado muito mais dinheiro do que ganharia vendendo essa energia para a usina.

 

"Então, ao invés de vender meu excedente de energia solar, eu uso ele para minerar bitcoin. 1 kWh = 1,16 Kr (US $ 0,12). Isso é mais do que 10 vezes o dinheiro que eu ganharia se vendesse para a rede. Usando os equipamentos de mineração mais comuns no mercado (US $ 100 cada, que convertem 1,3 kW -> $ BTC ). Só estou dizendo..."

christian ander bitcoin energia solar

“Para os meus seguidores globais: 2 Öre = US$ 0.21 por kW/h.”, explicou.

Risco mínimo

Risco mínimo

De acordo com um estudo feito por Tam Hunt, fundador do Community Renewable Solutions — um projeto de energia renovável, a energia solar pode tornar a mineração muito mais lucrativa.

Sua pesquisa afirma que a “operação solar-mais-Bitcoin se paga em cerca de dois anos”, depois disso, “há risco mínimo remanescente”. 

Isso ocorre porque, caso o preço do Bitcoin caia subitamente, os mineradores ainda terão um plano B, onde podem vender a energia solar excedente.

Outras alternativas

Outras alternativas

O processo de mineração do Bitcoin deve se tornar ainda mais difícil e mais caro com a chegada do próximo halving da criptomoeda, que vai impulsionar o crescimento e valorização da mesma. 

Na China e Canadá, por exemplo, a energia hidrelétrica está sendo usada para compensar os custos de eletricidade com mineração. 

Na Islândia, os mineradores estão usando energia geotérmica de baixo custo para minerar criptoativos. 

Leia também: Idosa minera Bitcoin, leva prejuízo e ainda é presa por roubar eletricidade

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas