Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Analista projeta alta de 3.600% para o Bitcoin em 4 anos

Analista projeta alta de 3.600% para o Bitcoin em 4 anos

bitcoin alta preço

Entusiastas do Bitcoin mal podem esperar para que a criptomoeda aumente sua popularidade e finalmente seja adotada globalmente.

O processo está levando tempo, principalmente devido a forças externas como governos e grandes instituições bancárias trabalhando contra sua adoção. 

Mesmo assim, 2019 tem sido um bom ano para o BTC, que tem valorizado muito nos últimos meses.  

A moeda chegou muito perto dos US$ 9 mil na semana passada e a previsão é de que continue subindo. O bitcoin está sendo negociado por US$ 8.447 com baixa de 3.20% até o momento da publicação desta matéria. 

 

No último domingo (2), um analista chamado de Crypto Michaël no Twitter, afirmou que o BTC pode aumentar 3.600% em 4 anos. 

Entenda

Entenda

bitcoin investimento masayoshi son

Crypto Michaël apontou que, em 2 de junho de 2015, o bitcoin estava sendo negociado a US$ 225, e quatro anos depois, em 2 de junho de 2019, estava sendo negociado a cerca de US$ 8.700. 

Nota-se que em apenas quatro anos a criptomoeda teve uma valorização de aproximadamente 3.900%. 

De acordo com o analista, nenhum outro ativo poderia ter uma alta como esta, mesmo com o estouro da bolha em 2017 e outras flutuações no preço. 

“2 de junho de 2015: BTC valia US$ 225. 2 de junho de 2019: BTC vale US$ 8.700. Isso é um ROI de 3.900%. Nenhum outro ativo pode gerar um ROI tão bonito, mesmo com uma bolha no meio. E fundamentalmente o BTC não mudou. Está ficando ainda mais forte com mais adoção. Imagine em 4 anos.”

O Bitcoin deve testar novamente o nível de resistência de US$ 9 mil essa semana, como ocorreu há alguns dias. No entanto, a tendência é que continue a subir.

Leia também: Preço do Bitcoin se aproxima novamente dos US$ 9000. Análise técnica 03/06/2019

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas