Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Justiça nega pedido de prisão de operadores da Unick Forex

Justiça nega pedido de prisão de operadores da Unick Forex

unick forex TJ RS criptomoeda

Quatro pessoas ligadas à Unick Forex, empresa acusada de envolvimento em esquema de pirâmide financeira envolvendo criptomoedas, chegaram perto de serem levadas sob prisão preventiva.

No entanto, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul negou o pedido. 

De acordo com os desembargadores Newton Brasil de Leão e Julio Cesar Finger, responsáveis pela decisão, não há provas concretas que justifiquem o mandado de segurança para prisão dos quatro réus no processo. 

“[...] não há ilegalidade ou violação a direito líquido e certo na decisão do magistrado que aplicou as medidas cautelares diversas da prisão de interdição da sede física da Unick Forex no Município de Crissiumal e proibição de oferta e divulgação, por qualquer meio, dos serviços prestados pela empresa diante da ausência de autorização da CVM para a sua operação.”

 

A decisão foi publicada no final de abril, mas segundo publicação do Criptofacil, tem sido espalhada como se fosse uma absolvição das acusações.  

Isto não condiz com a realidade, visto que o processo contra a Unick Forex continua.

Dessa forma, a decisão condiz apenas ao pedido de mandado.

“Como se sabe, a via do mandado de segurança requer prova documental pré-constituída, plenamente apta a demonstrar que o direito reclamado é indiscutivelmente líquido e certo, o que impede a dilação probatória. Desse modo, consoante os indícios de materialidade e autoria dos delitos, mostra-se necessária a aplicação das medidas cautelares previstas no art. 319, inc. IV, do CPP, para fins de garantir a investigação, bem como para fins de evitar a prática de delitos pelos investigados. ORDEM DENEGADA.”

Unick Forex é absolvida de denúncia do MPF

Unick Forex é absolvida de denúncia do MPF

Em 22 de maio, a justiça do estado do Rio de Janeiro ficou a favor da Unick Forex

A denúncia contra a empresa, feita pelo Ministério Público Federal, dizia respeito ao envolvimento da mesma em esquema de pirâmide financeira.  

No entanto, a juíza responsável pelo caso julgou que a denúncia deveria ser investigada pelo Estado, especificamente o estado do Rio Grande do Sul, sede da Unick Forex. 

Isso aconteceu porque a Justiça Federal é responsável apenas por crimes que envolvem diretamente o governo e o Sistema Financeiro Nacional. 

Como noticiado acima, o processo contra a Unick Forex agora corre no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

Leia também: InDeal: esquema pode envolver mais de R$ 1 bilhão, entenda os detalhes; Unick Forex absolvida pela justiça do RJ

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas