Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bilionário criador do Big Brother processa Facebook por propaganda enganosa com Bitcoin

Bilionário criador do Big Brother processa Facebook por propaganda enganosa com Bitcoin

John de Mol big brother facebook bitcoin

O bilionário holandês criador do reality show “Big Brother” está processando o Facebook por permitir propagandas fraudulentas de Bitcoin envolvendo seu nome e sua imagem. 

John de Mol confrontou a companhia numa corte em Amsterdã nesta quarta-feira (5), afirmando que anúncios “falsos e fraudulentos” publicados no Facebook e Instagram implicavam que o bilionário apoiava os esquemas de investimento do Bitcoin.

 

 

Os anúncios, que afirmam que De Mol desenvolveu o Bitcoin e oferecem aos investidores “grandes chances de obter lucro”, foram encontrados por ele em outubro de 2018.  

De acordo com sua advogada, Jacqueline Schaap, as pessoas que responderam aos anúncios perderam seus investimentos, o que prejudica a reputação do magnata bilionário, já que as vítimas acreditavam que ele estava envolvido nos anúncios. 

Os investidores teriam enviado cerca de US$ 1,9 milhões para os criminosos. 

global coin facebook
Casa de jeff carpoff e Pulette - Source: Mark Chediak

O Facebook é acusado de não ter respondido suficientemente ao apelo de De Mol para que os anúncios fossem removidos, assim como também não informou o criador do Big Brother sobre quem está por trás da ação fraudulenta. 

Em resposta, Jens van den Brink, advogado do Facebook, disse que a mídia social retirava os anúncios frequentemente, no entanto, eles eram vinculados a páginas da web que podiam mudar o tempo todo. 

"Todos os anúncios foram removidos e os anunciantes foram banidos, mas as pessoas que impulsionam esses tipos de anúncios são persistentes, são bem financiadas e estão constantemente evoluindo suas táticas enganosas para contornar nossos sistemas."

“O Facebook compartilha a frustração de De Mol nos anúncios falsos”, acrescentou o advogado. 

O juiz que julgou o caso deu um prazo de quatro semanas para que ambas as partes cheguem a um acordo.

Leia também: Fernando Ulrich dá sua opinião sobre momento atual do Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba as notícias mais importantes no seu email

Últimas Notícias

Mais Lidas