Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Conheça a criptomoeda que se autodestrói e valorizou 102% na última semana

Conheça a criptomoeda que se autodestrói e valorizou 102% na última semana

bomb criptomoeda alta

A criptomoeda BOMB (BOMB), descrita como “a primeira moeda autodestrutiva do mundo”, atualmente possui um volume de mercado de mais de US$ 11 milhões, de acordo com o CoinMarketCap. 

No último sábado (15), o ativo teve uma alta de 60% em relação ao dólar norte-americano ao longo do período de 24 horas. 

Anteriormente, o volume de mercado da BOMB era de US$ 8.01 milhões e o equivalente a quase US$ 247,600.00 da criptomoeda foram trocados nas exchanges. 

 

 

Além disso, nos últimos 7 dias, a criptomoeda negociou 102,2% contra o dólar norte-americano. Atualmente, uma unidade de BOMB pode ser negociada por cerca de US$ 9,40 em exchanges. 

Autodestruição

Autodestruição

BOMB é um token ERC20, criado pelo grupo Parachute como um experimento social e estudo de caso financeiro para medir a viabilidade de uma moeda deflacionária. 

A moeda, atualmente classificada como 436 no Coinkmarketcap, foi lançada com o valor limitado de 1 milhão de unidades em circulação em 15 de janeiro deste ano.  

No entanto, o que acontece é que cada vez que uma transferência é realizada usando BOMB, 1% do valor da transação é destruído, diminuindo a quantidade de tokens disponíveis. 

“A primeira moeda autodestrutiva do mundo funciona assim: 1) Existem apenas 1,000,000 unidades de BOMB criadas. 2) Cada vez que a criptomoeda é usada em transferências, 1% da transação é destruída. 3) Nunca haverá novos tokens BOMB criados.”

Sendo assim, eventualmente a criptomoeda deixará de existir. Mas como mostra o gráfico, a previsão é que isso não aconteça antes de 2034. 

Os tokens foram doados

Os tokens foram doados

bomb criptomoeda alta

Ao invés da empresa vender os tokens ou criar uma ICO, as unidades da BOMB foram doadas pelo Airdrop — serviço de compartilhamento de arquivos via Wi-Fi desenvolvido pela Apple. 

Para conseguir a doação, bastava digitar um endereço de e-mail no site, e quanto antes os usuários fizessem isso, mais criptomoedas conseguiriam. 

Os primeiros usuários receberam 400 tokens, em seguida, os próximos receberam 300, depois 200 e, por último, 100 unidades. 

Leia também: Dia de sorte: Dono encontra carteira com US$ 50 mil em Bitcoins perdida desde 2012

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas