Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Clientes enfurecidos invadem escritório da Tron após golpe de pirâmide financeira

Clientes enfurecidos invadem escritório da Tron após golpe de pirâmide financeira

tron pirâmide golpe polícia

A polícia foi chamada nesta segunda-feira (8), para conter uma multidão no escritório da Tron em Pequim, na China.

Tratavam-se de vítimas do esquema Ponzi, “Super Comunidade Tidal Wave”, supostamente ligado à empresa.

O golpe arrecadou pelo menos 200 milhões de yuans (cerca de R$ 111 milhões) em fundos de investidores.

 

Aos gritos, as pessoas repetiam “Tron é uma farsa”, enquanto a polícia tentava conter o grupo e proteger a equipe que trabalha no escritório, segundo usuários no Twitter. 

Os criminosos usaram o nome chinês da Tron (Tidal Wave) para enganar a população, fazendo-os acreditar que a empresa estava conectada com o esquema de investimentos, dando credibilidade para o mesmo. 

No entanto, quando o esquema fechou recentemente, seus investidores foram deixados sem nada, o que levou ao suicídio de uma vítima, por não suportar a perda, de acordo com o veículo de informações chinês Nuclear Finance.

Os investidores se voltaram contra a Tron e seu fundador, Justin Sun, que não comentou diretamente sobre o caso, apenas mencionando que uma empresa famosa como a Tron está sujeita a ter seu nome usado por golpistas que querem se aproveitar das pessoas.

“Nós nunca iremos te pedir dinheiro. Tome cuidado e guarde seus TRX.”

Justin Sun, no Twitter

Vídeo da ação policial 

Vídeo da ação policial

Na manhã desta segunda-feira (8), um usuário do Twitter publicou dois vídeos mostrando oficiais da polícia no escritório da Tron em Pequim:

“Polícia invade escritório da Tron em Pequim? Além disso, há muitas pessoas irritadas lá, que estão dizendo coisas como ‘Tron é uma fraude’”

No segundo vídeo, é possível ver uma senhora exaltada tentando entrar no escritório da Tron enquanto chora ao falar ao telefone:

“O que está acontecendo aqui @JustinSunTron?”, perguntou o usuário.

Os vídeos se espalharam pelo Twitter, e surgiram boatos de que a polícia estaria no escritório da empresa realizando investigações a respeito do golpe.

No entanto, Justin Sun publicou em sua conta que as manchetes jornalísticas afirmando que a polícia teria invadido o escritório da empresa eram falsas.

“A TrounFoundation e a BitTorrent estão bem. Está tudo bem. Estamos nos preparando para o lançamento do BitTorrentSpeed hoje. Pare de espalhar notícias e fotos falsas.”

Depois, Sun publicou um comunicado dizendo que o escritório já está operando normalmente depois da interrupção causada pelos manifestantes.  

O texto também afirma que a empresa se sensibiliza com a situação e está trabalhando com a polícia para ajudá-los. 

Leia também: CVM alerta sobre golpes envolvendo pirâmides, forex, e muito mais em nova página

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas