Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

"Quem lançar primeiro poderá dominar o mundo", diz CEO da Binance sobre disputa entre Libra x criptomoedas chinesas

"Quem lançar primeiro poderá dominar o mundo", diz CEO da Binance sobre disputa entre Libra x criptomoedas chinesas

corrida facebook tencent china binance

É seguro dizer que o anúncio oficial do Facebook sobre a criação de sua própria criptomoeda, a Libra, agitou completamente não só o cipto mercado e seus entusiastas, mas também os reguladores de diversos países.

Um deles é a China, que em meio a sua guerra comercial com os Estados Unidos, também planeja banir a mineração de criptomoedas no país.

 

No entanto, com os obstáculos que a Libra do Facebook já está enfrentando nos EUA a respeito da regulamentação da criptomoeda, surgiram especulações a respeito da probabilidade das empresas chinesas WeChat ou Tencent lançarem tokens concorrentes.

Ao falar sobre a importância da discussão a respeito do papel das criptomoedas no sistema financeiro global nos últimos anos, Changpeng ‘CZ’ Zhao, CEO da exchange de criptomoedas Binance, citou a possível corrida entre o Facebook e a Tencent, e a atitude de seus respectivos países quanto a isso.

Em seu perfil no Twitter ele diz: 

“Tencent ou Facebook? = Domínio mundial para quem se mover primeiro: a stablecoin em RMB ou USD. Ainda é fiduciária, mas é domínio mundial. Reguladores em um país não podem tocar o outro. Eles só podem ajudar a criar sua própria “filha”, mesmo se ela não for legítima. A corrida começou.”

Em outras palavras, os governos vão preferir apoiar uma criptomoeda no seu país para fortalecer sua posição no comércio global, ao invés de lutar contra ela e acabar se enfraquecendo com isso. 

“Libra aumentará a influência dos EUA em muitas partes do mundo. Imagine se a Tencent/WeChat emitisse uma antes do Facebook, onde residiria essa influência?”

Entre a empresa americana e a chinesa basta esperar para saber quem fará o próximo movimento, que pode decidir uma vantagem enorme em termos de domínio e alcance do mercado. 

Ainda sobre essa questão, CZ afirmou: 

“Os países devem encorajar seus gigantes da tecnologia a emitir sua própria criptomoeda (espero que na blockchain da Binance, eu sei, sem vergonha)”, brincou.

Leia também: Empresa acusada de pirâmide financeira muda de nome

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas