Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Exchanges que não se registrarem pagarão multa de mais de US$ 500.000 em país europeu

Exchanges que não se registrarem pagarão multa de mais de US$ 500.000 em país europeu

republica tcheca criptomoedas exchange

Empresas relacionadas a criptomoedas que operam na República Tcheca agora estão sujeitas à uma multa de mais de mais de meio milhão de dólares caso não se registrem no órgão regulador do país.

De acordo com um jornal local, o país adotou a 5° Diretriz de Prevenção à Lavagem de Dinheiro da União Europeia (5AMLD, na sigla em inglês).

 

A decisão impõe que as exchanges que atuam no território se registrem no Escritório de licenciamento de Comércio da República Tcheca.

O descumprimento desta exigência resultará em uma multa que pode chegar a US$ 560.000 (mais de R$ 2 milhões).

A União Europeia implantou a diretriz no ano passado, adotando medidas sobre criptomoedas semelhantes às que foram implantadas nos Estados Unidos. 

O objetivo da exigência da 5AMLD é facilitar aos consumidores o acesso a informações relevantes a respeito das pessoas que estão por trás das empresas relacionadas a criptomoedas que operam na UE. 

A diretiva deve entrar em vigor na legislação dos Estados membros da União a partir de 20 de janeiro de 2020. 

Recentemente, o regulador de impostos da Grã-Bretanha passou a pressionar as exchanges de criptomoedas para que elas revelem dados de transação relacionados aos seus clientes. 

Já o Banco Central Europeu (BCE), declarou, na quarta-feira (7), que pretende rever seu monitoramento da atividade de trading de criptomoedas através da melhora da vigilância dentro e fora da blockchain. 

Leia também: Ex-bilionário Eike Batista é preso por suspeita de lavagem de dinheiro com Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas