Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Plataforma blockchain para ajudar lutadores anuncia parceria com Mike Tyson, mas pugilista nega, entenda

Plataforma blockchain para ajudar lutadores anuncia parceria com Mike Tyson, mas pugilista nega, entenda

mike tyson luta criptomoedas blockchain
Imagem: Divulgação

O norte-americano Mike Tyson, um dos maiores lutadores de boxe de todos os tempos, teria feito uma parceria com uma plataforma blockchain cujo objetivo é ajudar novos lutadores a financiar suas atividades.

De acordo com informações do VentureBeat, Mike Tyson teria dito que a ideia da plataforma, intitulada Fight2Fame, “surgiu com o problema de não ter novas estrelas de ação chegando ao pipeline”.

 

plataforma, que ainda não foi lançada, usará a carreira vitoriosa do ex-pugilista como estratégia de marketing e irá detectar possíveis lutadores, que poderão fazer parte de lutas, filmes de ação e/ou jogos. 

Segundo a fonte, a iniciativa, que deverá se tornar concorrente do Ultimate Fighting Championdhip (UFC), deixou Mike Tyson empolgado: 

“Como um lutador experiente, quero orientar as futuras gerações, especialmente as futuras estrelas de ação, e garantir que haja um caminho para o sucesso na carreira e uma compensação justa. Construir esta plataforma global para eles é uma paixão minha”, afirmou.

Os criadores do projeto afirmam que os lutadores terão maiores lucros na Fight2Fame do que no UFC, que muitas vezes dá apenas 15%. 

Isso porque a tecnologia blockchain elimina diversos custos, e como resultado, sobrará mais dinheiro para os participantes. 

Além disso, a plataforma também possibilitará a emissão de tokens. Os chamados FFToken tem o potencial de se valorizar dependendo do sucesso dos lutadores do projeto. 

Outro benefício, é que com o uso dos tokens, os pugilistas terão mais transparência em relação a todos os custos, podendo analisá-los objetivamente. 

Controvérsias 

Controvérsias 

Embora Joann Mignano, publicista pessoal de Tyson mais tarde tenha negado o envolvimento do lutador com a Fight to Fame, a empresa respondeu dizendo que “por mais de um ano, ele esteve envolvido com a empresa, incluindo a promoção da plataforma em vídeos e eventos”.

“Nós agimos apenas de boa fé e fornecemos provas para a mídia selecionada para verificar essa relação, incluindo um contrato assinado. Estamos Confiantes de que quaisquer mal-entendidos serão envolvidos prontamente”, afirmou.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas