Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Investidores do Telegram estão lucrando mais de 400% com vendas ilegais

Investidores do Telegram estão lucrando mais de 400% com vendas ilegais

telegram venda ilegal token gram

Alguns investidores que compraram os tokens Gram, do Telegram, durante a Oferta Inicial de Moedas (ICO) do projeto estão lucrando mais de 400% através da comercialização ilegal do token da empresa.

Embora a prática seja ilegal conforme o contrato de compra, é fácil encontrar a oferta tanto em mercados OTC (que não são fiscalizados ou controlados) quanto em pequenas exchanges, segundo a Coindesk.

 

De acordo com o contrato, os investidores que compraram a oferta de US$ 1,7 bilhão da Telegram em fevereiro e março de 2018 não estão autorizados a vender ou utilizar seus tokens de qualquer maneira antes do lançamento, que está programado para 31 de outubro deste ano.

Caso esses tokens sejam vendidos antes do lançamento, a alocação pode ser cancelada, afirma o acordo de compra original:

“Estipula que os investidores iniciais de tokens da Telegram não podem oferecer, prometer, vender, trocar, onerar ou alienar seus tokens”, como é mostrado na imagem.

Embora tenham sido comprados por US$ 0,37 na primeira rodada e posteriormente por US$ 1,33 na segunda, os tokens Gram estão sendo negociados por até US$ 2 de maneira ilegal atualmente, o que representa um lucro de até 440%.

A empresa foi o primeiro grande projeto à proibir os investidores de venderem suas alocações — prática comum entre os investidores, mas isso apenas transformou o mercado secundário em uma operação clandestina, como afirma o site.

Leia também: 3 motivos pelos quais o preço do Bitcoin será fortemente impulsionado pelos futuros da Bakkt

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas