Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Sócios de empresa de criptomoedas são presos por participação em assassinato

Sócios de empresa de criptomoedas são presos por participação em assassinato

assassinato advogado valour invest criptomoedas
Imagem: Reprodução/Globo

A Polícia Civil de São Paulo indiciou seis pessoas pelo assassinato de um advogado em junho deste ano por uma dívida de R$ 2,5 milhões.

Dois dos  suspeitos são sócios de uma empresa de criptomoedas suspeita de atuar em esquema de pirâmide financeira; ambos foram presos pela polícia.

De acordo com informações da Rede Globo, Wilson Decaria Junior e Edgar Acioli Amador, donos da empresa de criptomoedas Valour Invest, intermediaram a negociação do crime que levou à execução do advogado Francisco de Assis Henrique.

 

assassinato advogado valour invest criptomoedas pirâmide
Imagem: Reprodução/Globo

 

Francisco foi morto à tiros em junho em um posto de gasolina na Av. Washington Luís, em São Paulo. Três pessoas já foram presas e três ainda continuam foragidas. 

Segundo a reportagem, dois suspeitos de serem os mandantes do crime tinham uma dívida de R$ 2,5 milhões com o advogado, o que teria motivado o crime. 

O relatório final da investigação aponta que William Gonçalves Amaral e Danilo Afonso Pechin teriam pagado R$ 500 mil para que Anderson da Silva Soares e Carlos Eduardo Fontes executassem o advogado. 

Câmeras de vigilância gravaram o momento em que os suspeitos atiram diversas vezes contra o advogado de dentro de um carro em um posto de gasolina. Em seguida, os bandidos fugiram e atearam fogo no veículo.

Pedido de prisão preventiva 

Pedido de prisão preventiva 

O Ministério Público de São Paulo e depois a Justiça ainda devem analisar o pedido o inquérito enviado pela Polícia Civil ao Fórum Criminal da Barra Funda (SP) com o pedido de prisão preventiva dos seis suspeitos por tempo indeterminado.

Enquanto isso, além dos sócios da Valour Invest que são acusados de intermediar o crime, Danilo Pechin também foi preso pela polícia. William Amaral, por sua vez, viajou para Portugal logo depois do crime.

Já Soares e Fontes, que já foram presos juntos por roubo e ameaça, seguem foragidos. Eles são acusados de terem efetuado os disparos contra o advogado.

Valour Invest 

Valour Invest 

Segundo informações do Portal do Bitcoin, a Valour Invest, acusada de operar em esquema de pirâmide financeira de criptomoedas, prometia lucros de 10% a 13% ao mês.

O site entrou em contato com um investidor que teve prejuízos com a empresa que alega que desde janeiro a Valour Invest não pagava os investidores, mesmo depois de abaixar os rendimentos para 6% em 2019.

A empresa dizia ter sofrido bloqueio da Bitfinex, que congelou todos os fundos, e ameaçava os investidores que entrassem na justiça dizendo que eles corriam o risco de não receber, conforme publicação do site.

Leia também: Unick publica novas regras de saque e cancela evento em São Paulo

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas