Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Justiça declara falência de uma das maiores fraudes financeiras do Brasil; Empresa deve para mais de um milhão de pessoas

Justiça declara falência de uma das maiores fraudes financeiras do Brasil; Empresa deve para mais de um milhão de pessoas

telexfree falência pirâmide fraude

Ympactus Comercial Ltda. ME, empresa por trás da Telexfree, teve sua falência decretada pela Justiça de Vitória (ES) na última segunda-feira (9).

Considerada uma das maiores fraudes do Brasil, a Telexfree, que operava um esquema de pirâmide financeira, deve mais de R$ 2 bilhões a mais de 1 milhão de credores, de acordo com o G1.

 

A empresa captava clientes através da venda de pacotes de telefonia móvel sem ter sequer autorização da Anatel para atuar no setor.

O pedido de decretação de falência proferido pela juíza Trícia Navarro, da 1° Vara Cível de Vitória foi feito por um dos credores.

O cliente acionou a Justiça para receber mais de R$ 50 mil da empresa que declarou ser incapaz de pagar a dívida e não se opôs ao pedido. 

Uma empresa de São Paulo foi nomeada para atuar no caso como administrador judicial no caso, e ficará responsável pela arrecadação de bens e documentos da empresa, segundo a reportagem.

Os sócios administradores da Telexfree, por sua vez, deverão apresentar a relação nominal dos credores.

Além disso, também foi determinada a suspensão de todas as ações ou execuções que estavam em andamento contra a empresa, mas com algumas ressalvas previstas em lei.

Embora a empresa já tenha encerrado suas atividades, também consta a lacração da empresa por determinação da Justiça.

Segundo a reportagem, a decisão foi comunicada a órgãos como o Banco Central, Bolsa de Valores, Banco do Brasil, Caixa Econômica, cartórios e Secretaria da Fazenda de Vitória.

Navarro também destaca que qualquer indício de crime praticado pelos sócios poderá resultar em prisão preventiva.

Depois de publicada a íntegra da decisão, os credores poderão apresentar suas habilitações e divergências.

Telexfree

Telextree

Com a venda de pacotes de telefonia móvel, a Telexfree operava entre 2012/2013 uma pirâmide financeira por meio de um sistema de venda direta remunerada.

Nele, o interessado precisava pagar uma taxa de adesão de US$ 50 para se tornar um ‘divulgador’. Depois, tinha que revender seus pacotes para outros usuários interessados e estimulá-los a fazer o mesmo, entrando no esquema.

A empresa conta com mais de 11 mil ações civis movidas por particulares, 3 ações de natureza tributária, 15 ações penais e uma ação civil pública.

Os donos da empresa já foram denunciados por crimes como lavagem de dinheiro e evasão de dívidas.

Leia também: Exchange brasileira dá bônus a usuários como estratégia de marketing

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas