Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Atlas Quantum e site Criptofácil são vítimas de fake news a respeito de atentado

Atlas Quantum e site Criptofácil são vítimas de fake news a respeito de atentado

fake news atlas quantum criptofácil

Em meio à crise enfrentada pela Atlas Quantum, que está respondendo a ações de clientes devido aos mais de 1.500 bitcoins em saques atrasados na plataforma, a empresa foi vítima de uma fake news na sexta-feira (13), envolvendo o site Criptofácil.

Como publicado pelo Cointelegraph, em uma montagem criada com o intuito de se passar por uma publicação do Criptofácil, constava que o Rodrigo Marques, CEO da Atlas, teria sofrido um atentado à bala em frente a sua residência.

 

A notícia falsa se espalhou por grupos brasileiros que reúnem investidores e entusiastas das criptomoedas no Telegram e WhatsApp. 

“O criptofácil esclarece que essa imagem é, de fato, fake. Pedimos que quem tenha recebido essa imagem nos encaminhe para averiguarmos a sua origem”, disse Paulo Aragão, um dos responsáveis pelo site de notícias.

Até o momento, não há informações sobre quem é o responsável pela montagem nem qual foi o objetivo da ação.

Por meio de nota, a Atlas falou sobre o ocorrido, onde afirma que “vem se comunicando de forma transparente junto a seus clientes e stakeholders por meio de seus canais oficiais (site, redes sociais e notas à Imprensa)”.

Situação da Atlas

Situação da Atlas

A Atlas Quantum, empresa que oferecia investimentos em bitcoin, foi proibida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de fazer oferta pública de investimentos e viu um aumento no volume de solicitações de saque na plataforma desde então. 

A empresa não conseguiu atender os pedidos no prazo estipulado nos termos de uso e gradualmente estendeu o prazo de D+1 para D+30. 

No entanto, os clientes temem que a Atlas não tenha dinheiro para pagá-los, e começaram a acionar a Justiça em ações contra a empresa que, juntas, já somam quase R$ 1 milhão. 

Na quarta-feira (11), foi aprovado um requerimento de audiência pública do deputado Áureo Ribeiro, que visa discutir indícios de pirâmide financeira na Atlas Quantum e na Investimento Bitcoin. 

Em meio à crise, a Atlas demitiu quatro de seus 11 diretores na última quinta-feira (12).

Leia também: Deputado publica vídeo pedindo apoio para instaurar CPI contra pirâmides financeiras com criptoativos

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas