Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Hacker está leiloando 92 milhões de dados de brasileiros na dark web

Hacker está leiloando 92 milhões de dados de brasileiros na dark web

Por Mirian Romão

O hacker conhecido como “X4Crow” alega ter posse de um banco de dados que contém informações pessoais de 92 milhões de brasileiros. O banco de dados (SQL de 16GB) está sendo leiloado em vários fóruns na dark web e com 1,8 bitcoins você consegue dar seu lance e obter os dados de quase 100 milhões de brasileiros. 

As informações foram obtidas pelo site Bleeping Computer, que observou que o banco de dados pode conter informações sobre brasileiros e que está sendo vendido para outros hackers que exploram os bancos para fins como phishing, credenciais, roubo de identidade e controle de contas. 

 

Nos fóruns o hacker afirma que o banco de dados possui informações como o nome, data de nascimento, CPF, sexo e nome da mãe. Esses dados dão acesso aos documentos de identificação nacional como por exemplo a carteira de motorista.

“A exposição potencial de um banco de dados tão grande é preocupante e mostra que os cibercriminosos estão ficando cada vez mais motivados pelo ganho monetário potencial da venda de informações pessoais ​​- que se tornou uma espécie de moeda no mercado negro”, diz o site Bleeping Computer.

De acordo com o Bleeping, o banco de dados pode ter sido roubado de algum órgão do governo brasileiros e que é possível ter informações adicionais como o número de telefone, email, endereço, profissão, placa do veículo, entre outros. Os lances do leilão estão sendo a partir de US$15.000 (R$60 mil) e pode ser negociado também com 1,8 bitcoins.

De acordo com Corin Imai, consultor sênior de segurança da Domain Tools, declara que com tantos dados sendo roubados por hackers, as organizações públicas e privadas, precisam se tornar mais inteligente na proteção de dados para diminuir os riscos de roubo com dados de seus clientes e da suas empresas.

Mais de 620 milhões de contas foram colocadas à vendas no mercado negro em fevereiro, as contas continham nomes, emails e senhas de milhões de pessoas de todo o mundo. 

Leia também: Hacker Brasileiro é condenado a 15 anos de prisão por roubar bancos para comprar Bitcoins

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas