Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Antigos líderes da Unick divulgam uma nova empresa chamada MoGuro

Antigos líderes da Unick divulgam uma nova empresa chamada MoGuro

Por Mirian Romão

A empresa Unick vem passando por investigações neste ano e está sendo acusada de pirâmide financeira. No último dia 17 de outubro os antigos líderes da Unick denominada como marketing multinível, vem apoiando e divulgando uma nova empresa.

A nova empresa se chama MoGuro e afirma ser uma empresa recente, lançada em 15 de julho de 2018 e que não é uma empresa só de investimento, é também uma empresa de consultoria e treinamento para o Mercado Financeiro.

A empresa possui seis formas de bônus, promete devolver o valor pago no produto em dobro e dar prêmios ao cliente que acumular pontos e fazer rede de novos clientes. Disponibilizando planos em até 6 idiomas no valor mínimo de U$ 50.

De acordo com o Portal do Bitcoin, um dos líderes da Unick, Rangel Andrades, conta com mais de 40 mil inscritos no YouTube e usa o espaço para chamar novos clientes para as empresas em que ele está associado.

Com a queda e apreensão do presidente da Unick, Rangel não quer ter ligação com a Unick e apagou todos os vídeos associado a empresa, divulgando a nova empresa em que se associou recentemente, a MoGuro.

De acordo com o Portal Bitcoin, Rangel já foi associado a empresa Velox 10 e líder da Telebit. Ambas empresas (Velox10 e Telebit) foram identificadas como esquema de pirâmide financeira que usava o bitcoin como isca. 

O Portal afirma que Andrades apaga não só os vídeos antigos relacionados a Unick, mas também os comentários de vítimas da Unick para não influenciar futuros investidores da sua rede. 

Leia também: Saiba o que são pirâmides financeiras e como identificá-las

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas