Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bebê do RJ tem primeiro registro de certidão de nascimento na Blockchain

Bebê do RJ tem primeiro registro de certidão de nascimento na Blockchain

Por Andressa Pontes

Álvaro de Medeiros Mendonça, um bebê do Rio de Janeiro é o primeiro do mundo a ter o registro oficial da certidão de nascimento na blockchain. Não é a primeira vez que um bebe é registrado na blockchain, porem a emissão do documento oficial de nascimento é inédito. 

A certidão foi emitida em parceria com a plataforma blockchain da IBM e pode ser considerada uma forma de demonstração de como a tecnologia criptográfica está se infiltrando e ganhando espaço no cotidiano de nossas vidas. 

Diferente de outras formas de emissão do documento, com a tecnologia blockchain a certidão pode ser emitida em até 15 minutos, o que acelera o processo que geralmente pode levar horas, além de ser uma forma mais segura de armazenamento de informação, pois está menos propício a erros humanos. 

DanGisolfi, diretor de tecnologia da Trusted Identity da IBM se posicionou sobre o assunto ao site Digital Trends: 

“A certidão de nascimento é um documento de identidade fundamental cuja confiança é estabelecida para documentos de identidade derivados da certidão, como uma [carteira de motorista]”

“Esse é a primeira certidão desse tipo e significa o estabelecimento de uma trilha de auditoria imutável de transações de aprovadores que leva a um atestado do governo sobre a identidade e a reputação de um indivíduo. Assim como na certidão física, a emissão de um registro digital de nascimento é uma alavanca para criar um mercado de credenciais digitais mais amplo.”

Segundo o guiadobitcoin a tecnologia blockchain está sendo cada vez mais vista para uso de registros de todos os tipos de certidões oficiais. 

Além do mais, ao contrário da forma física de armazenamento, a blockchain é imutável e não está propensa da desastres ou perda. É uma grande vantagem, pois a mesma oferece transparência e segurança e não pode ser mudada, corrompida ou perdida. 

“O registro de nascimento via blockchain visa reduzir o tempo de processamento de registros, melhorar a experiência de todos os envolvidos no fluxo de trabalho e aumentar a confiança no sistema de registro... O fluxo de trabalho atual é extremamente manual e atormentado pelo potencial de erros humanos durante o processo.” acrescentou Gisolfi.

O registro de Álvaro foi efetuado no dia 8 de julho, porem as informações foram divulgadas apenas recentemente.  

Leia também: Clube da séria A do Campeonato Brasileiro confirma patrocínio de criptomoeda de mais de R$ 5 milhões

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas