Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Cofundador da Riot Games é vítima de fraude de R$ 20 milhões em esquema de mineração de criptomoedas na Amazon Cloud

Cofundador da Riot Games é vítima de fraude de R$ 20 milhões em esquema de mineração de criptomoedas na Amazon Cloud

bitcoin marc merrill riot games league of legends mineração
Foto: Benjamin Shmikler/ABImages via AP Images

O cofundador da Riot Games, empresa por trás do multiplayer online League of Legends, foi vítima de uma fraude milionária envolvendo a mineração de criptomoedas.

Uma reportagem da Forbes publicada nesta quinta-feira (7), teve acesso a um processo judicial que acusa Matthew Ho, um cidadão de Cingapura de 29 anos, de ter roubado as informações do cartão de crédito de Marc Merrill.

A ação afirma que Ho teria usado os dados para roubar a identidade do milionário, também conhecido como ‘Tryndamere’, e adquirir poder de computação em nuvem da Amazon, Google e outros para minerar várias criptomoedas, incluindo BitcoinEthereum.

A fraude que começou em novembro de 2014, só teve fim em janeiro de 2018, após acumular uma dívida que totaliza US$ 5 milhões (cerca de R$ 20,5 milhões).

Engenhoso

Engenhoso

Para passar credibilidade, o golpista até criou uma carteira de motorista falsa com o nome de Merrill, além de um endereço de e-mail que parecia ser legítimo e usou o endereço verdadeiro de uma das propriedades de Merrill no cadastro no site da Amazon, segundo a reportagem.

Com isso, Ho teve acesso a “níveis substancialmente elevados de serviços de computação em nuvem” da gigante do e-commerce, embora a ação não esclareça quais são esses privilégios.

Depois de minerar as criptomoedas, ele as vendeu no localbitcoin.net antes de ser rastreado e detido pela polícia de Cingapura em 26 de setembro, diz a matéria.

O processo contra o fraudador foi revelado em outubro pelo Departamento de Justiça dos EUA. No entanto, na época não foi divulgado o nome da vítima.

De acordo com a ação, parte do valor foi pago. Embora não esteja claro qual o valor específico, sabe-se que pelo menos US$ 135.000 foram quitados no cartão de crédito da American Express do cofundador do estúdio de jogos independentes. 

No mês passado, outras 14 acusações foram reveladas nos EUA contra o golpista que poderá enfrentar as acusações no país.

Marc Merrill e a Riot Games não se pronunciaram sobre o assunto até a publicação da matéria.

Leia também: Plug-in da Nano adiciona transações de criptomoedas com taxa zero a jogos criados com Unreal Engine

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas