Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Temporada de caça: Cliente da Binary Bit oferece recompensa por informações sobre o presidente da suposta pirâmide

Temporada de caça: Cliente da Binary Bit oferece recompensa por informações sobre o presidente da suposta pirâmide

bitcoin criptomoedas pirâmides binary bit

Não há como negar que essa semana foi pesada na comunidade cripto brasileira — e provavelmente muito assustadora para os piramideiros que divulgam empresas fraudulentas.

De acordo com o Livecoins, um cliente da Binary Bit estaria oferecendo uma recompensa de US$ 15.000 (cerca de R$ 61.000) para quem tiver informações sobre a localização de dois líderes da empresa de marketing multinível.

Mas não é só isso. Um líder da Unick Forex e da A2 Trader, entre outras empresas suspeitas de esquema de pirâmide financeira, foi assassinado na terça-feira (05) em Curitiba, no Paraná.

No mesmo dia, clientes revoltados invadiram e saquearam a sede da A2 Trader, empresa investigada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por fraude e pirâmide financeira, na zona sul de Natal-RN.

Na quinta-feira (07), Marcos Monteiro, um dos sócios da Binary Bit, fez uma transmissão ao vivo no Instagram, na qual afirmou ter sido sequestrado, roubado e disse que uma quadrilha invadiu a sua casa e o ameaçou de morte.

A empresa que também foi acusada de pirâmide pela CVM, deixou de pagar os clientes e vem causando revolta. Monteiro, acusa o sócio, que chamou de “vagabundo” e “piramideiro” de ter dado seu endereço para os bandidos.

Na sexta-feira (08), começou a circular um vídeo e um áudio nas redes sociais de um homem que afirma que irá matar as pessoas responsáveis por promover pirâmides financeiras no Brasil.

“A máfia foi montada e não tem mais volta”, declarou.

Parece que o circo está se fechando para os ‘líderes’ das supostas pirâmides financeiras agora que os clientes decidiram agir por conta própria ao invés de buscar auxílio das autoridades.

Por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (DECON), a Polícia Civil do Amazonas publicou um alerta para a população sobre os esquemas piramidais:

“Os interessados no serviço oferecido se iludem com promessas de ganhos elevados com criptomoedas. A partir disso, formulamos os sete passos com o intuito de auxiliar a população que almeja investir em moedas virtuais. É importante que o investidor procure saber quem lidera a empresa e consultar a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), para saber se a venda é regulamentada.”

Em suma, os passos citam a presença de líderes nas empresas, promessas de alto rendimento e de retorno garantido, planos de rentabilidade com produtos que envolvem a compra fixa de pacotes destes produtos e o pagamento dessa rentabilidade com criptomoeda própria (como o caso da Kriptacoin), e por último, a ostentação de viagens e objetos de luxo usada por golpistas para atrair vítimas.

Leia também: Vídeo: Chefe de empresa suspeita de pirâmide provoca: “Seu dinheiro eu gastei tudo com anel e Ouro”

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias

Mais Lidas