Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Duro de matar: Bitcoin pode resistir à uma guerra nuclear

Duro de matar: Bitcoin pode resistir à uma guerra nuclear

bitcoin guerra nuclear investir preço

Com o seu poder de destruição, bastam poucas bombas nucleares para comprometerem seriamente a vida na Terra. Estima-se que há pelo menos 15.000 ogivas nucleares espalhadas ao redor do mundo, tornando ainda maiores as chances de uma catástrofe.

Em uma situação hipotética na qual isso acontece, sabemos que as moedas fiduciárias acabariam ao serem incineradas, assim como os bancos, que seriam totalmente vaporizados e contaminados com radiação.

Mesmo nas áreas menos afetadas, ainda não haveria mais com energia ou comunicação, tornando os bancos inutilizáveis, declarou o pioneiro no mercado de criptomoedas Charlie Shrem.

Contudo, o Bitcoin resistiria.

Nem uma bola de fogo nuclear poderia acabar com essa moeda digital descentralizada, já que o ativo não possui um ponto único de falha.

Se houver pelo menos um nó executando o Bitcoin, a rede continuará funcionando. Além disso, eles estão espalhados ao redor do mundo e podem se comunicar via satélite.

Outra vantagem é que, diferente dos bancos, não é necessário um intermediário para operar a rede do Bitcoin.

Sendo assim, alguém com sua própria fonte de energia renovável e isolamento adequado de EMP (que pode ser construído com papel de alumínio ou latas de lixo de metal galvanizado) pode continuar a executá-la.

Nick Szabo, amplamente conhecido no mercado de criptomoedas e um dos pioneiros da tecnologia de smart contracts, recentemente publicou em sua conta no Twitter sobre o assunto:

“Uma moeda digital que poderia sobreviver a uma guerra nuclear: todo o histórico de transações do Bitcoin, desde o primeiro bloco, existe em mais de 9.000 cópias localizadas em mais de 90 países – e estou contando só as cópias que estão online”, afirmou.

Em resposta à publicação de Szabo, um entusiasta apontou para a possibilidade de os nós serem executados em bunkers da Guerra Fria, o que colocaria o Bitcoin como ainda mais resistente do que baratas.

Leia também: Simulação 3D permite viagem sensorial através da blockchain, confira

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias