Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

"Vendemos nossa privacidade para ver vídeos de gatos", diz especialista que defende o uso da blockchain

"Vendemos nossa privacidade para ver vídeos de gatos", diz especialista que defende o uso da blockchain

Antonopoulos bitcoin blockchain privacidade facebook dados segurança

Um dos principais especialistas do mundo em bitcoin e blockchain, Andreas Antonopoulos, criticou que as pessoas vendem sua privacidade “para vervídeos de gatos”. A declaração aconteceu durante uma palestra na Labitconf, nesta quinta-feira (12), no Uruguai.

Segundo publicação do Cointelegraph, Antonopoulos, que também é apresentador do famoso podcast Let’s Talk Bitcoin, argumentou sobre “o pouco que recebemos em troca da nossa privacidade”, e afirmou:

“Vendemos nossos dados para assistir um vídeo de gato brincando com uma bola e achamos que isso é lindo, enquanto estamos fornecendo todas as informações sobre a nossa vida.”

O especialista criticou a conduta do Facebook e de empresas do tipo, que monitoram todas as atividades dos usuários, acrescentando que:

“Isso pode não ser um problema para você, mas é para milhares de pessoas em todo o mundo”.

Antonopoulos defendeu o uso da criptografia para garantir a privacidade das informações, validando seu papel na manutenção da democracia e liberdade.

“Pela primeira vez na história podemos usar a privacidade para nos proteger, para proteger nossa democracia, nossa liberdade. Não podemos perder isso (…) as pessoas gostam do Facebook, eu gosto da democracia e da liberdade. Não podemos ter os dois, vocês têm que escolher”, argumentou.

Para ele, o Bitcoin “é só o primeiro passo para mais privacidade no sistema financeiro e mais privacidade em tudo”. Mas alerta que isso depende de todos nós depende de “conscientizar a nós mesmos e nossos parentes e amigos”.

Em junho deste ano, o especialista falou sobre a stablecoin Libra, do Facebook, afirmando que se trata de uma criptomoeda “fechada, sem fronteiras, controlada por jurisdições”. Segundo ele, essa é uma moeda digital absolutamente centralizada, com censura. E acrescentou:

“A criptomoeda do Facebook será maior do que o Bitcoin. Mas ser a maior criptomoeda não vale nada se, para conseguir isso, você sacrifica ser uma criptomoeda livre”, argumentou. “Se você sacrifica liberdade, descentralização e neutralidade para se tornar a maior, tudo que você fez foi replicar o estado vigente.”

Leia também: Áudio de Mark Zuckerberg vaza em reunião sobre a Libra e a divisão do Facebook

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias