Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Craig Wright diz que Bitcoin nunca alcançará US$ 20.000 novamente e ataca Tether

Craig Wright diz que Bitcoin nunca alcançará US$ 20.000 novamente e ataca Tether

craig wright binance prostituição

Em uma nova declaração polêmica, o autoproclamado criador do Bitcoin, Craig Wright, disse que a criptomoeda nunca chegará novamente a US$ 20.000 sem manipulação.

Apesar das grandes expectativas por parte dos entusiastas e analistas para o futuro da criptomoeda em 2020, principalmente devido ao halving do Bitcoin que ocorrerá em maio, Wright não compartilha do mesmo sentimento.

Durante uma entrevista publicada no canal Cryptonites no Youtube, o empresário que também é conhecido na comunidade cripto como ‘Faketoshi’, disse que o preço do Bitcoin não vai continuar subindo, e rebate as previsões de que o criptoativo em algum momento poderá atingir US 1.000.000:

“[O Bitcoin] não vai continuar subindo em valor. Não existe bitcoin em 1 milhão de dólares. Isso é na terra dos esquemas Ponzi, na terra dos golpes”, afirmou, acrescentando que “não há dinheiro suficiente no mundo para termos o bitcoin em 1 milhão de dólares.”

O apelido dado pelos cripto entusiastas significa “Falsotoshi”, em tradução livre. O termo faz alusão ao pseudônimo Satoshi Nakamoto, que assinou o whitepaper do Bitcoin, e a falta de provas em torno das alegações de Wright sobre os direitos autorais da moeda digital.

Wright sequer acredita que a criptomoeda algum dia voltará a atingir sua alta histórica de US$ 20.000, estabelecida em 2017.

Segundo ele, esse valor só poderá ser alcançado caso a Tether ou alguma empresa “do tipo”, praticar “pumping”, uma estratégia de manipulação de mercado usada para causar uma alta nos preços de um ativo específico.

A Tether, responsável pela USDT, maior stablecoin do mercado, está envolvida em, pelo menos, duas ações coletivas nas quais é acusada de manipulação de mercado.

Na ação mais recente, aberta em 22 de novembro por Eric Young e Adam Kurtz, os autores alegam que a empresa e sua corretora Bitfinex “monopolizaram e conspiraram para monopolizar o mercado de Bitcoin”. A empresa nega.

Segundo o Wright:

“A Tether não vai mais fazer ‘pump’. Isso acabou. O Bitcoin não vai chegar a U$ 20 mil, US$ 40 mil, US$ 50 mil [ou] US$ 100 mil”, declarou. “Se você ver isso, envolverá pessoas fazendo manipulação… Alguma nova empresa como a Tether, e eles serão presos.”

A criptomoeda que ultrapassou o desempenho do ouro e recentemente foi até reconhecida pelo banco norte-americano Merrill Lynch como o melhor ativo da década, foi defendida pelos usuários no Twitter.

Um deles apontou um erro na declaração de Craig Wright sobre não haver dinheiro suficiente no mundo para que cada unidade do Bitcoin possa valer US$ 1 milhão. O usuário argumentou que se 1 bitcoin valesse US$ 1 milhão, o total de unidades do ativo equivaleria a US$ 21 trilhões.

“Como não há dinheiro suficiente globalmente para isso?”, questionou. “O ouro tem metade disso sozinho, sem falar das moedas fiduciárias, imóveis, ações etc. Concordo que é improvável, mas há dinheiro suficiente…”

Leia também: Craig Wright entrega documentos falsificados ao tribunal tentando provar que criou o Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias