Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

As notícias mais bizarras, engraçadas e polêmicas de 2019 no mundo das criptomoedas

As notícias mais bizarras, engraçadas e polêmicas de 2019 no mundo das criptomoedas

criptomoedas-criptonizando-bitcoin-notícias-2019-2020-retrospectiva

O ano de 2019 foi repleto de acontecimentos aleatórios no nicho das criptomoedas. O Criptonizando, desde seu lançamento em abril deste ano, já noticiou diversos casos engraçados, bizarros e revoltantes por todo o mundo.

Casos polêmicos

Casos polêmicos

Algumas vezes a crença dos investidores em certas criptomoedas chega a parecer loucura, como foi o caso do millennial que comprou XRP da Ripple com empréstimo que não pode pagar e a moeda despencou. Então o que ele fez? Comprou ainda mais!

Em contraste, há também as pessoas que se recusam a reconhecer o valor das moedas digitais, como é o caso de um apresentador de TV que não quis receber 100 bitcoins  de graça e ainda disse que o criptoativo é inútil.

Na China, um empresário cometeu suicídio após perder mais de R$ 61 milhões em Bitcoin em uma operação com a criptomoeda.

Depois de ser preso duas vezes na mesma semana, o programador e candidato a presidência dos EUA em 2020, John McAfee, criou um token para imortalizar um bilionário morto acusado de comandar rede de pedofilia. O milionário também se envolveu com uma criptomoeda do Centro de Pesquisa de Zumbis da China. Oi?!

O ‘Bitcoin Jesus’, como é conhecido Roger Ver, criador do Bitcoin Cash, deu um discurso liberalista em favor de Ross Ulbricht, criador do primeiro mercado darknet que usou bitcoin, e declarou: “Você tem o direito de usar crack”.

Mineração a qualquer custo, em qualquer lugar

Mineração a qualquer custo, em qualquer lugar

Embora o Bitcoin e outras criptomoedas ainda sejam desconhecidos para muitas pessoas no Brasil e no mundo, isso não significa que apenas os jovens, que costumam ser mais antenados nas novidades, estejam por dentro do assunto. Prova disso é o caso de uma idosa que minerou bitcoin com energia roubada, levou prejuízo e ainda foi presa pela polícia.

Independentemente da idade, as pessoas sempre encontram locais inusitados para minerar criptomoedas, como já foi o caso de um funcionário que usou uma Usina Nuclear da Ucrânia e um homem que fez todo um esquema e para roubar eletricidade de uma plataforma de petróleo para minerar Bitcoin na China.

Golpes

Golpes

Esquemas dos mais diversos tipos são usados para atrair e roubar o dinheiro de pessoas através de promessas de retorno financeiro. A Unick Forex, pirâmide financeira derrubada pela PF e muito conhecida na comunidade cripto brasileira, enganou até a Simony, ex-cantora do grupo mirim Balão Mágico, famoso nos anos 80.

A cantora que divulgava o esquema foi de “Unick pra mim é superfantástica” para “fiz uma conta e me ferrei como todo mundo”. Pois é, os riscos de confiar em promessas boas demais para serem verdade, não é mesmo?

Meses depois, um homem cujos pais teriam R$ 9 milhões para receber do Grupo Bitcoin Banco, sequestrou a mãe de Cláudio Oliveira, fundador da empresa. “Sua mãe tá aqui comigo, não tenho nada a perder”, disse.

Em outro caso reportado pelo Criptonizando em 2019, um casal da Austrália também foi vítima de um golpe envolvendo Bitcoin e, como s e não fosse suficiente terem perdido todo o dinheiro, os golpistas ainda zombaram da situação mandando um verdadeiro “segue o baile” para os investidores azarados.

No Estados Unidos, um homem foi preso ao tentar se desculpar com a vítima da qual roubou milhares de dólares em criptomoedas.

Uma idosa de 86 anos sofreu uma tentativa de sextorsão de hackers ao tentar ganhar um bagel de graça em seu aniversário. O desfecho, contudo, foi inesperado.

Leia também: Tudo que você precisa saber sobre a taxa de Hash do Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias