Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Nova Lei impede que acusados de pirâmide financeira tenham fotos divulgadas pela Polícia

Nova Lei impede que acusados de pirâmide financeira tenham fotos divulgadas pela Polícia

Polícia Civil prende líder de golpe com bitcoin que usava contas em bancos digitais

De acordo com a Lei Nº13.869, de 5 de setembro de 2019, a Polícia Civil e Militar não pode mais divulgar identidades e imagens de pessoas retidas, conforme reportou o G1

Sendo assim, pessoas que forem presas acusadas de aplicar golpes com Bitcoin e criptomoedas não devem ter seus nomes e fotos divulgadas em 2020.

Segundo a reportagem, o delegado Gustavo Mesquita Galvão Bueno, presidente da Associação dos Delegados de Polícia Civil de São Paulo (ADPESP), afirma que a proibição da divulgação de nomes e imagens, causa prejuízo nas investigações. 

“A divulgação de fotos de presos, não de forma irresponsável e indiscriminada, mas com responsabilidade e em casos com prova de autoria do crime, é um instrumento que nos ajudava a solucionar inúmeros crimes, porque a população reconhecia. Infelizmente, isso será prejudicado, para não dizer, anulado”, destacou o delegado.

Nos casos envolvendo pirâmides financeiras com bitcoins e outras criptomoedas, a divulgação dos nomes e imagens era fundamental para demostrar a ligação do suspeito com outros esquemas. 

“Infelizmente, nesta lei, optou-se por privilegiar a privacidade do criminoso do que a segurança pública”, afirma o delegado.

A divulgação da imagem e de dados de pessoas acusadas de praticar golpes financeiros, têm ajudado a alertar os investidores, por exemplo, o caso da Unick Forex, antes da Operação Lamanai, a Polícia Civil já estava alertando os clientes sobre as ações da empresa.

Leia também: CEO da Midas Trend pode ter saído do Brasil

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram e Twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias