Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Chefões da Unick alegam constrangimento por falta de dinheiro para pagar fiança

Chefões da Unick alegam constrangimento por falta de dinheiro para pagar fiança

unick forex cvm pirâmide

A Justiça recebeu o pedido dos líderes da Unick Forex, Danter Silva e Marcos Kronhardt, para diminuir o valor da fiança, após o que chamaram de constrangimento ilegal, conforme reportou o Livecoins

Segundo a nova petição enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), ambos responsáveis pela Unick querem sair da prisão, entretanto, não possuem valor suficiente para pagar a fiança.

De acordo com as informações divulgadas pelo STJ, os advogados de Danter e Marcos solicitaram uma petição apontando que ambos estão sendo motivo de constrangimento ilegal.

A explicação é que o desembargador do TRF indeferiu a dispensa, ou a redução de valor, de R$200 mil impostos aos líderes da empresa. A fiança foi proposta para os três responsáveis pela Unick, Danter, Marcos e Leidimar Lopes, fixada em R$200 mil. Contudo, Danter e Marcos afirmam que não possuem o valor solicitado pela justiça. 

Segundo a defesa dos líderes do negócio que movimentou R$ 28 bilhões em dois anos, a justiça estaria agindo de forma ilegal. 

“Valor arbitrado pelo Magistrado é flagrantemente ilegal, dada a incapacidade financeira dos pacientes, sobretudo porque estão bloqueados e indisponíveis todos os seus bens”, declara a defesa.  

O Ministro do STJ, Rogério Schietti, indeferiu o pedido de habeas corpus feito pelos líderes, informando que não encontrou na declaração de Danter e Marcos evidências de constrangimento ilegal. 

De acordo com o Ministro, “os bens apreendidos não impendem o pagamento da fiança, uma vez que há a existência de patrimônio em nome de terceiros e de valores no exterior”. 

Rogério Schietti,  atual ministro do STJ, afirma que a Unick Forex se trata de uma organização criminosa sofisticada, a partir da captação de valores no mercado Forex e negociações com criptomoedas. 

“Como se observa, a decisão combatida apresentou considerável motivação para que fosse mantida a fiança arbitrada. É bom rememorar que o caso retrata supostos de crimes praticados por organização criminosa sofisticada, (…) com o suposto envolvimento de diversas pessoas físicas e empresas, algumas delas indicadas na denúncia. Tais circunstâncias, que denotam o elevado poder econômico da organização, afastam, em princípio, a alegação de que a fiança arbitrada seria elevada”, declarou o magistrado.

Na última semana, Leidimar Lopes teve sua fiança negada pela Ministra Carmen Lúcia, do STF, alegando que a possível liberdade de Leidimar colocaria em risco a apuração do crime cometido pela Unick. 

Leia também: A coisa tá feia: Genbit tem mais R$ 800 milhões bloqueados pela Justiça

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias