Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Ministério Público denuncia empresa de Bitcoin que prometia lucros de 240% ao ano

Ministério Público denuncia empresa de Bitcoin que prometia lucros de 240% ao ano

pay-diamond-pirâmide-ministerio-publico-genbit-bloqueio-justiça-dívida-clientes

Segundo uma publicação do Diário de Justiça de São Paulo na segunda-feira (09), o Ministério Público entrou com uma denúncia contra os operadores da Pay Diamond.

Na denúncia, o MP acusa os envolvidos na empresa de praticar crimes de pirâmide financeira, induzir o consumidor ao erro, associação criminosa e organização criminosa.

A Pay Diamond oferecia investimentos em Bitcoin e criptomoedas com retorno diário “garantido”, além de investimentos em diamantes e em sua suposta criptomoeda, a Mktcoin.

As aplicações eram acompanhadas de promessas de 5% de lucro por semana ou 240% ao ano, de acordo com o órgão.

O Ministério Público afirma que desde 2016, os membros da suposta pirâmide – que na época atendia pelo nome de 3D Comércio e Representações Ltda – estão sendo investigados por exercerem atividades não registradas no mercado de diamantes.

Inicialmente o negócio se tratava de uma empresa de informática, depois passou a ser uma relojoaria antes de começar a oferecer os supostos rendimentos em aplicações em diamantes e criptomoedas.

Carlos Cezar Luiz e sua esposa, Kária Regina Zazirkas, donos da empresa, teriam mentido sobre registro da Pay Diamond junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), segundo a denúncia.

Além deles, também foram denunciados Dilhermano Pereira Gonçalves (que também foi líder da Telexfree) e Adriano Machado Mender, que atuavam na captação de investidores, e Rodrigo de Souza Kagaochi, que teria envolvimento direto com a Mktcoin.

O MP alega que, além das promessas irreais de lucro, a captação de investidores era feita de maneira “agressiva”, envolvendo coação moral quando as vítimas passavam a mostrar insatisfação com a falta de pagamento da empresa.

No site Reclame Aqui, clientes se queixam de falta de pagamento há cerca de dois anos. No entantoo, o relato mais recente, publicado há 21 dias, afirma:

Leia também: Empresa justifica a falta de pagamento com queda de 70% do Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias