Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Genbit abandona escritório mobiliado de luxo em Campinas

Genbit abandona escritório mobiliado de luxo em Campinas

A empresa que está sendo investigada pela Polícia Civil de São Paulo, Genbit, abandonou o condomínio de luxo Alphaville Empresarial, em Campinas (SP), com tudo dentro, segundo reportagem do Portal do Bitcoin

A Genbit e todas as empresas do grupo Gensa, Tree Part e Zero10 Club, deixaram de pagar seus investidores há pelo menos sete meses. 

Agora, a empresa abandonou o escritório onde pagava um aluguel de R$100 mil, deixando os móveis.

O imóvel agora está para alugar, cada andar está sendo alugado no valor entre R$12 mil e R$18 mil mensais.

O contador Rodrigo Orlando visitou o escritório que pertencia a Genbit, conforme informações do Portal, e a empresa alugava três pavimentos. Rodrigo e a esposa perderam juntos R$50 mil investidos na Genbit.

Cerca de 39 clientes entraram com uma ação coletiva na Justiça de São Paulo contra a empresa, na qual cobram R$ 1.316.892,05 que foram aplicados no negócio.

As empresas do grupo Gensa foram denunciadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por ofertar investimentos irregulares. 

Comandado por Nivaldo Gonzaga dos Santos, o Grupo prometia altos retornos com bitcoin. 

A Genbit foi denunciada diversas vezes na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), e se tornou alvo do Ministério Público, que cobra R$1 bilhão, referentes a prejuízos gerados a cerca de 45 mil clientes.

Recentemente, o empresário Samuel Pinato, que era braço direito do presidente da Genbit, tomou um calote de R$1 milhão do Grupo Tree Part, uma das empresas do grupo Gensa. 

O empresário organizava e promovia os eventos onde os líderes do negócio divulgavam a empresa.

Segundo a notificação extrajudicial, Nivaldo Gonzaga, reconheceu a dívida com o empresário e se comprometeu a pagar com os veículos de luxo. 

Entretanto, o grupo Tree Part declarou no processo que os carros da empresa haviam sido bloqueados, o que impossibilitou o pagamento. 

A GenBit prometia lucros de até 15% ao mês e está sendo acusada de usar a religião para conseguir convencer pessoas a investirem no negócio. 

Leia também: Binance lança plataforma P2P na América Latina; Aceita real

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias