Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Brasileiro responsável por esquema bilionário com bitcoin se livra de dívida com clientes na Justiça

Brasileiro responsável por esquema bilionário com bitcoin se livra de dívida com clientes na Justiça

marcel mafra bicalho golpe pirâmide bitcoin

O brasileiro Marcel Mafra Bicalho, que ficou conhecido nacionalmente após a denúncia do programa Fantástico, na TV Globo, sobre um golpe bilionário de investimentos em bitcoin, se livrou de uma dívida na Justiça.

Três investidores do interior de São Paulo que aplicaram valores na empresa Compre Bitcoin, abriram uma ação contra o esquema acusado de pirâmide financeira.

No processo de R$ 37.556,58 – valor aplicado na empresa em dinheiro pelos investidores, eles pedem o bloqueio de bens de Bicalho e da sócia Deusiane de Souza Paula e sua empresa D. de Souza Paula ME (antiga Compre Bitcoin).

Contudo, segundo decisão publicada nesta segunda-feira (6), a Justiça não atendeu ao pedido de tutela de urgência, entendendo que há falta de provas sobre o investimento realizado.

Promessa de lucros exorbitantes e nenhum saque

Apesar do montante investido, a ação diz que os clientes não fizeram nenhum saque na plataforma que prometia até 512% de lucro, e que não paga os clientes desde o final do ano passado.

Diante da falta de pagamentos, os investidores pediram o bloqueio dos bens (valores, imóveis e veículos) dos acusados, visando garantir o pagamento da dívida.

Na decisão, o juiz reconhece a repercussão do caso, apontando que Mafra aparece como chefe de esquema “também conhecido como pirâmide financeira, que teria lesionado grande número de pessoas”.

O problema, no entanto, é que não foi apresentado nenhum documento que comprovasse as alegações dos investidores:

“Não juntaram nenhum documento, ainda que singelo, que discriminasse as regras do investimento, o prazo para retirada, a forma para tanto não havendo tampouco, neste momento, como se comprovar que nunca resgataram qualquer valor, conforme informaram. Carecem de comprovação de mínimos elementos que indiquem a probabilidade do direito”, diz a decisão.

Denúncia do Fantástico

Uma reportagem do Fantástico exibida em 18 de agosto de 2019, revelou como funcionava o esquema bilionário de Marcel Mafra, preso no litoral da Bahia pela Polícia Civil de Minas Gerais.

Segundo a denúncia, o brasileiro chegou a arrecadar R$ 1 bilhão com pirâmides disfarçadas de marketing multinível, utilizando ativos como bitcoin, ouro e moedas estrangeiras.

“Ele prometia o lucro de 100% no primeiro mês e assim progressivamente, até o lucro de 500% no final de seis meses”, disse o delegado Márcio Dias na reportagem.

Uma das vítimas que aparece na reportagem, chegou a perder R$7 milhões no esquema fraudulento.

Leia também: Reclame Aqui congela reputação das empresas para protegê-las durante o coronavírus

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias