Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Reclame Aqui congela reputação das empresas para protegê-las durante o coronavírus

Reclame Aqui congela reputação das empresas para protegê-las durante o coronavírus

Reprodução/Reclame Aqui

Por conta da crise causada pelo coronavírus, o site Reclame Aqui, congelou por tempo indeterminado a aba “reputação” na plataforma, conforme reportou o Portal do Bitcoin.

Com o intuito de proteger as instituições neste período de instabilidade e não alterar sua reputação injustamente durante a crise, a plataforma optou pelo congelamento. 

O congelamento não interfere nas respostas da empresa para os clientes, será somente as abas de 6 meses (01/09/2019 – 29/02/2020) e 12 meses (01/03/2019 – 29/02/2020).

Cada empresa pode optar por solicitar o descongelamento, conforme anunciado pelo Reclame Aqui. 

“Pensando nas empresas e nas dificuldades que terão em atender e também de concluir a promessa de relação de consumo com seus clientes, a reputação das empresas no Reclame AQUI pode ser impactada de forma negativa”, explicou a plataforma. 

A medida tomada faz parte do projeto “Rede de Apoio”, anunciado pelo Reclame Aqui recentemente.

A plataforma tem como objetivo salvaguardar as empresas, ou seja, protegê-las para que não sejam impactadas neste momento. 

Segundo o Reclame Aqui “como a crise se estendeu no último mês, muitas empresas podem ter tido seu atendimento impactado”. 

O número de novas reclamações vai continuar normalmente, mas durante o período do congelamento, as publicações não serão computadas na aba “reputação”.

“As reclamações seguem normalmente para as empresas. Não tem alteração na publicação da reclamação ou na resposta das empresas”, de acordo com o Reclame Aqui. 

Com as novas regras, o consumidor só poderá avaliar uma reclamação caso a empresa tenha respondido. 

Esse processo é para garantir que a empresa terá tempo necessário para solucionar o problema do consumidor. 

A empresa que optar por não participar do congelamento, ficará impedida de ser congelada novamente, afirma a plataforma. O fim do congelamento ainda não foi definido. 

Leia também: Apenas uma criptomoeda está superando o bitcoin atualmente

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias