Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bandidos tentam comprar R$30 milhões em bitcoin com dinheiro roubado de conta da Gerdau no Santander

Bandidos tentam comprar R$30 milhões em bitcoin com dinheiro roubado de conta da Gerdau no Santander

santander-banco-p2p-applepay-executiva-blockchain-criptomoedas-pagamentosdigitais-peertopeer

Um grupo de bandidos conseguiu roubar R$30 milhões de uma conta da empresa Gerdau no banco Santander no Brasil, e tentou usar o dinheiro para comprar bitcoins.

De acordo com informações do Portal do Bitcoin, o banco espanhol registrou no dia 20 de abril um boletim de ocorrência no qual pede que o Ministério Público do Rio Grande do Sul abra uma investigação por furto qualificado.

O crime que envolveu a realização de 11 transferências TED para quatro empresas em São Paulo, Rio Grande do Sul e Rondônia, em contas de outros bancos, ocorreu em uma agência de Porto Alegre, capital do estado.

Segundo a reportagem, em 16 de abril, a metalúrgica Gerdau informou o problema ao banco, que assumiu o prejuízo.

A investigação interna da empresa revelou que se trata de uma invasão complexa realizada no internet banking da empresa, envolvendo a manipulação da codificação do canal interno do sistema.

Assim, os TEDs foram realizados por meio do internet banking da empresa Mundial Iluminação, mas o dinheiro saiu da conta da Gerdau.

Compra de bitcoins

Depois de transferido, o dinheiro fez seu caminho até o mercado de balcão (OTC), onde os bandidos tentaram comprar R$30 milhões em criptomoedas.

A tentativa resultou em uma série de bloqueios de contas bancárias por onde o dinheiro passou, contudo, um P2P pode estar envolvido diretamente com a fraude, aponta a matéria.

Os golpistas não conseguiram o valor total em bitcoins, pois as inconsistências foram notadas durante os procedimentos de checagem de clientes (compliance) de algumas empresas antes que a venda fosse efetuada.

“Como era um valor muito alto, de R$ 5 milhões, a gente pediu um extrato da conta de origem. Quando percebemos que o dinheiro que recebemos tinha entrado na conta de origem no mesmo dia, nós travamos operação. Imediatamente, o cliente começou a me pressionar para que eu enviasse os bitcoins, mas não mandei. Pouco tempo depois, o banco bloqueou a minha conta”, disse ao Portal do Bitcoin o dono de uma OTC, que pediu para não ser identificado.

Leia também: Playboy do bitcoin exibe montanhas de dinheiro em vídeo de orgia no RJ e investidores se revoltam

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias