Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Bitcoin: 5 possíveis cenários pós-halving, segundo a CoinShares

Bitcoin: 5 possíveis cenários pós-halving, segundo a CoinShares

Bitcoin 5 possíveis cenários pós-halving, segundo a CoinShares

A empresa de consultoria de investimento em criptomoedas, CoinShares, divulgou um relatório de pesquisa sobre os possíveis cenários pós-halving do bitcoin e seu impacto na indústria. 

A partir de dados de métricas do Google, o evento que acontece somente a cada quatro anos, o halving, chamou a atenção para o bitcoin (BTC), mostrando que muitos estão pesquisando sobre o tema, conforme reportou o BitcoinExchangeGuide. 

Além disso, muitas outras métricas, como o número de carteiras de bitcoin diferentes de zero e o número de novos usuários, atingiram um pico significativo, o que mostra um enorme interesse que o halving gerou para o bitcoin.

O halving também trouxe de volta a tendência de previsões de preço entre vários especialistas, muitos dos quais acreditam que o preço do bitcoin após o halving aumentaria para a marca de 5 dígitos. 

A maioria do mercado cripto é altamente otimista sobre o resultado, no entanto, existem poucos outros que também acreditam que o halving não terá grande impacto no preço do bitcoin. 

A pesquisa da CoinShares sobre esses possíveis resultados do halving do bitcoin foi divulgada nesta segunda-feira (4), o diretor de pesquisa da consultoria, Christopher Bendiksen, discutiu cinco possíveis resultados do evento. 

#1 O halving causará uma espiral de morte na mineração, cujo impacto seria catastrófico (0% de possibilidade, segundo a empresa)
#2 O Bitcoin seguiria o fluxo de estoque e chegaria a novos recordes, marcando um impacto muito positivo (plausível)
#3 Os traders que estão comprando os boatos venderão as notícias, cujo impacto seria negativo (provável, de certa forma)
#4 O halving causará uma pressão extra de venda dos mineradores, reduzindo os preços, ou seja, um impacto negativo (provável, e com maior impacto se combinado com o cenário #3)
#5 O halving terá nenhum impacto no mercado (pelo menos inicialmente), cujo impacto seria mínimo (provável)

1 – O halving causaria uma espiral de morte na mineração:

Segundo a pesquisa, o primeiro resultado foi a chance do halving levar a uma espiral mortal de mineração, onde foi especulado se o baixo custo do bitcoin após o halving forçaria os mineiros a resgatar o jogo bitcoin, que por sua vez terá um impacto catastrófico na rede, pois nenhum minerador significa nenhum conformação de transação que desligaria completamente a rede bitcoin. 

Contudo, a probabilidade de tal resultado é zero, e quase impossível que algo dessa magnitude aconteça. 

2- O bitcoin seguiria o fluxo de estoque e chegaria a novos recordes: 

O segundo resultado possível após o halving, pode ser que o preço do bitcoin siga o gráfico de estoque em fluxo e alcance novos máximos. 

O gráfico de estoque em fluxo mede a escassez de um ativo e como os cenários de oferta e demanda atuam. O bitcoin, com sua oferta limitada de 21 milhões, está apenas atrás do ouro em termo de escassez, e o próximo halving tornaria o BTC ainda mais escasso que o ouro. 

Há uma alta probabilidade de bitcoin seguir o gráfico de estoque em fluxo que prevê que seu preço chegue perto de US$288 mil até o final de 2024.

Bitcoin: 5 possíveis cenários pós-halving, segundo a CoinShares
Reprodução

3 – Os traders que estão comprando os boatos venderiam as notícias: 

A maioria dos traders saltou antes do evento do bitcoin, com base em rumores de uma possível corrida de touros. 

A análise da CoinShares sugeriu que, os traders investem principalmente com base nas demandas do varejo e, portanto, concluíram que as chances desse cenário se desenrolar são altamente improváveis. 

Mesmo que os traders vendam seus ativos, não seria em uma escala que impactaria o preço do bitcoin. 

4 – O halving causará uma pressão extra de venda dos mineradores, reduzindo os preços: 

A recompensa por bloco minerado será reduzida após o halving, sendo assim perdendo os lucros das mineradoras e, se o preço não subirem, eles seriam forçados a vender suas participações, levando à queda do preço do bitcoin.

5 – O halving terá nenhum impacto (pelo menos inicialmente):

O cenário final possível que pode ocorrer após o halving, seria basicamente ‘nada’. Esse cenário sugere que o halving não teria nenhum impacto no preço do bitcoin, ou seja, o bitcoin se moveria entre 1% – 5%. 

Segundo a pesquisa as chances desse cenário acontecer são altamente prováveis. O mesmo aconteceu no halving de 2016, onde não teve nenhum impacto no preço do BTC quase por um ano e meio. 

ABCripto: O halving do bitcoin foi antecipado  

O halving que estava planejado para acontecer no dia 12/05/2020 foi antecipado para o dia 11/05, conforme notificou a assessoria da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto). 

Sobre o evento, o diretor-executivo da ABCripto, Safiri Felix, acredita que a valorização do Bitcoin segue inabalada e que o preço pode chegar aos US$10 mil nas próximas semanas.

Leia também: Empresa de Forex e criptomoedas é proibida de atuar no Brasil sob pena de multa diária da CVM

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias