Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Na Venezuela, população consegue uma forma de enviar criptomoedas sem internet

Sérgio Moro iria trabalhar para o escritório que defende a Unick Forex, diz Jornal

O Jornal Paraná Portal publicou nesta quinta-feira (07), que o ex-ministro da justiça, Sérgio Moro, estaria próximo de fechar um contrato no escritório de advocacia Nelson Wilians Advogados Associados, que defende a acusada de pirâmide financeira, Unick Forex.

O escritório de advocacia já defendeu também o grupo acusado de pirâmide financeira, Bitcoin Banco (GBB), conforme apontou o Cointelegraph.

Contudo, em nota oficial, o escritório Nelson Wilians informou que não há qualquer convite de parte do escritório para o ex-ministro. 

“A informação não é verdadeira. Trata-se de fake news, merecendo repúdio para o bem da verdade”, segundo nota oficial do escritório.

A reportagem afirma que o escritório de advocacia é um dos mais destacados do Brasil e seu titular tem trânsito nos vários gabinetes dos vários poderes em Brasília.

O escritório Nelson Wilians foi incluído na lista de credores do GBB, por conta do trabalho realizado, segundo a EXM Partners, administradora judicial da Recuperação Judicial do GBB. 

De acordo com a lista, o Grupo Bitcoin Banco deve R$ 1.817.123,34 para o escritório Nelson Wilians. 

A empresa acusada de pirâmide financeira, Unick Forex, também contratou os serviços do escritório.

Além de defender a empresa e o presidente Leidimar Lopes, o escritório também tentava construir um acordo junto com os investidores que não conseguiam acesso aos seus recursos.

A Unick Forex foi alvo da investigação da Polícia Federal na Operação Lamanai, acusada de ter aplicado um golpe que teria movimentado até R$28 bilhões em recurso. 

A Polícia Federal informou recentemente, que um dos meios utilizados para ocultar o dinheiro dos investidores foi a aquisição de imóveis e terras

O empresário Leidimar Lopes e seus sócios, gastaram cerca de R$40 milhões na compra de imóveis de luxo, chácara, prédios e até um hotel. 

Leia também: Paxful, Coinbase, Bitfy e outras 72 companhias apoiam a criptomoeda rival da Libra do Facebook

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias