Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Maior Banco da Rússia compra mais de R$500 milhões em caixas eletrônicos em blockchain que mineram criptomoedas

Maior Banco da Rússia compra mais de R$500 milhões em caixas eletrônicos em blockchain que mineram criptomoedas

Maior Banco da Rússia compra mais de R$500 milhões em caixas eletrônicos em blockchain que mineram criptomoedas

O maior banco da Rússia, Sberbank, gastou cerca de R$500 milhões (US$100 milhões) em 5.000 caixas eletrônicos habilitados para blockchain que podem minerar criptomoedas.

Conforme reportou o Cointelegraph, segundos os especialistas, é provável que a placa gráfica otimizada para blockchain será utilizada para a mineração de criptomoedas. 

Contudo, de acordo com o site local, o objetivo é utilizar esses modelos de caixas eletrônicos para diminuir o uso de cartões de créditos e dinheiro, o que ajuda a diminuir a transmissão por superfície do novo coronavírus. 

Os caixas eletrônicos ainda não incluem nenhuma plataforma de pagamentos com criptomoedas, mas cada caixa eletrônico terá cerca de R$80.000 para uso, com capacidades melhoradas através da blockchain, resistência a vandalismo e reconhecimento facial através de câmeras de vídeo. 

A grande questão é por que um caixa eletrônico de banco precisa de uma placa gráfica capaz de lidar com algumas operações de blockchain? Talvez possa existir alguma possibilidade de incluir alguns pagamentos com criptomoedas no futuro. 

O chefe de marketing da plataforma blockchain Waves Enterprise, Matvey Voytov, que explorou várias iniciativas com empresas e governo russo. Disse que a tecnologia blockchain poderia ser usada para registrar transações dos usuários. 

Entretanto, Matvey teve dificuldade para justificar o uso de blockchain para uma placa gráfica fora da mineração e acha que não passa de um simples erro no edital. 

O cofundador da plataforma blockchain Ergo, Alexandre Chepurnoy, teve a mesma dificuldade. 

“Além da mineração, talvez pudesse ser usado para o processamento de alguns algoritmos criptográficos, mas não tenho idéia do motivo de um caixa eletrônico precisar dessa placa”, afirma Alexandre.

O Sberbank é o mais antigo banco da Rússia e o maior, detém quase 44% de todos os depósitos pessoais no país. 

O banco possui 14.200 agências e 77.000 caixas eletrônicos em todo o país. O estado é seu maior acionista. 

O presidente do Sberbank, Herman Gref, já foi ex-ministro da Economia e Comércio da Rússia e é conhecido por ser um grande defensor de novas tecnologias, incluindo a blockchain.

Leia também: Para competir com o Zoom, Brave lança serviço de vídeochamadas focado em privacidade

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias