Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Após perderem R$ 200 mil, pai e filho confessam assassinato de criador de pirâmide financeira

Após perderem R$ 200 mil, pai e filho confessam assassinato de criador de pirâmide financeira

binarybit-fnx-global-ministério-público-ação-civil-judicial-pirâmide-Após perderem R$ 200 mil, pai e filho confessam assassinato de criador de pirâmide financeira

De acordo com as investigações da Polícia Civil de Saripanga (RS), o assassinato de Maurício Antônio Pastorio Dalpiaz, ex-líder da D9 e da One Seven Company, empresa suspeita de pirâmide financeira, foi cometido por pai e filho que investiram na empresa. 

O pai e filho responsáveis pelo assassinato, investiram um total de R$200 mil na One Seven Company, empresa que tinha Dalpiaz como proprietário, conforme reportou o Portal do Bitcoin.

Os suspeitos foram presos no dia 09 de maio e confessaram o crime após entrarem em contradição nos depoimentos para a polícia. 

Os dois autores do crime após perceber que haviam perdido o capital investido na One Seven Company, foram cobrar explicações do ex-líder da D9. 

Contudo, o “acerto de contas” terminou com a morte de Maurício Dalpiaz cujo o corpo foi encontrado em um matagal nos arredores de Sarapinga em janeiro. 

De acordo com o delegado de Sarapinga, Fernando Pires Branco, a empresa One Seven Company “era só fachada”.

O esquema prometia lucros altos em curto prazo, por meio de supostos investimentos em criptomoedas. 

Maurício Dalpiaz também participou de outros esquemas de pirâmide financeira. O ex-líder da D9 estava envolvido com a morte de Márcio Rodrigues dos Santos, outro líder da D9.

Márcio Santos foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, como um dos líderes da D9, Santos chegou a ser preso, mas liberado um pouco depois. Ele foi encontrado carbonizado dentro de um carro de luxo, um Audi A4. 

O criador da D9, Danilo Santana, conhecido como Danilo Dubaiano, atualmente vive foragido da Justiça na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes, onde leva uma vida luxuosa.

O presidente da pirâmide, Danilo Santana, aplicou o golpe que rendeu cerca de R$200 milhões somente para ele.

Em 2018, a Justiça da Bahia ordenou a prisão dos sócios da D9, por operarem em esquema fraudulento em vários estados.

Leia também: Cofundador do Reddit se demite e pede substituto negro em atitude contra o racismo sistêmico

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias