Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Brasil: Projeto de blockchain recebe investimento de R$3 milhões do Ministério de Ciência e Tecnologia

Brasil: Projeto de blockchain recebe investimento de R$3 milhões do Ministério de Ciência e Tecnologia

Uso da blockchain como estratégia do governo digital no Brasil

O projeto do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIV) vai investir quase R$3 milhões em um projeto que une blockchain e Internet das Coisa (IoT), conforme reportagem do Cointelegraph

Os recursos para o projeto serão aportados pelo Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações – FUNTTEL. 

O FUNTTEL vai separar os investimentos em cada ano. Em 2020 será destinado R$1.500.000 e em 2021 R$ 1.273.714,00, totalizando assim para o projeto, os R$2.773.714,00. 

A liberação dos valores está condicionada à aprovação das Leis Orçamentárias Anuais dos exercícios correspondentes. 

O FUNTTEL, também aprovou R$412.310.111,40 em recursos para a construção de uma plataforma voltada para Internet das Coisas. 

O governo está mostrando cada vez mais interesse no desenvolvimento de aplicações utilizando a tecnologia blockchain.

Recentemente, o novo secretário de Advocacia da Concorrência e Competitividade, Geanluca Lorenzon, revelou que a Receita Federal entende o potencial da tecnologia e quer investir em funcionalidades utilizando a blockchain. 

“Não é minha área, especificamente. Mas posso dizer que dentro do governo você se surpreenderia com o quão bem vista é a tecnologia blockchain. Acho que todos, inclusive a Receita Federal, entendem o potencial e querem investir nisso. Acreditam que é o futuro e que deve haver uma revolução com o que essa tecnologia pode oferecer” afirmou Lorenzon.

Em abril, o presidente Jair Bolsonaro, assinou o decreto Nº10.332, que estabelece a criação de uma rede em blockchain para o Governo Federal.

A rede é parte das estratégias do programa de digitalizar o governo que pretende implementar o uso de novas tecnologias para atualizar procedimentos na administração pública do Brasil.  

Segundo o decreto, o presidente estipula que o Governo Federal crie uma rede em blockchain para unificar os serviços digitais do país. 

“Disponibilizar, pelo menos, nove conjuntos de dados por meio de soluções de blockchain na administração pública federal, até 2022. Implementar recursos para criação de uma rede de blockchain do Governo federal interoperável, com uso de identificação confiável e de algoritmos seguros”, destaca a publicação.

A rede blockchain também permite a integração de outras redes já em desenvolvimento no país, como as que une a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o Banco Central do Brasil. 

Leia também: Trader conta como ganhou e perdeu US$1 milhão na mesma semana

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias