Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Pirâmide D9 levou à onda de assassinatos no sul do Brasil, diz reportagem da TV Record

Pirâmide D9 levou à onda de assassinatos no sul do Brasil, diz reportagem da TV Record

piramide-golpe-bitcoin-criptomoedas-assassinato-morte-lider-esquema-danilo-santana-dubaiano-vitimas-domingo-espetacular-reportagem-record

Uma reportagem do programa Domingo Espetacular, da TV Record, mostrou uma onda de assassinatos no sul do Brasil gerada pelo esquema de pirâmide financeira com bitcoin, D9 Clube.

Fundada por Danilo Santana, que hoje é foragido da justiça brasileira e procurado até pela Interpol, a pirâmide teria lesado os clientes em até R$200 milhões.

Com promessas de lucros de até 400% em supostos investimentos em bitcoin, principal criptomoeda do mercado, a D9 desencadeou uma série de assassinatos entre 2019 e 2020, aponta a reportagem.

Rastro de mortes

Márcio Rodrigues dos Santos, um dos líderes da D9 Trader, foi assassinado em agosto de 2019, em um posto de gasolina em Balneário Camboriú, Santa Catarina. 

Um dos suspeitos do assassinato, contudo, era Maurício Antônio Pastorio Dalpiaz, outro líder do esquema. Mas ele também foi morto pela sua ligação com a pirâmide.

Quem tirou a vida é Dalpiaz foi um pai e seu filho, que teriam caído no golpe da D9.

Entenda

Márcio Rodrigues dos Santos foi um dos 27 denunciados pela Polícia Federal e chegou a ser preso em uma operação no Rio Grande do Sul. Depois de solto, ele teria ido morar em Santa Catarina.

O líder da D9 teria caído em uma emboscada ao sair para encontrar supostos investidores que participariam de um esquema parecido com o da D9. O carro de Márcio foi encontrado carbonizado e seu corpo estava no porta-malas.

Dalpiaz e um investidor lesado pelo esquema teriam trocado mensagens com Márcio no dia do crime e jogaram a culpa um no outro ao depor, mas Dalpiaz, apontado como um “discípulo” de Márcio, foi liberado para responder o processo em liberdade.

Contudo, ele sumiu em 7 de janeiro de 2020, após ter sido cobrado por credores — Israel de Arruda e Yuri Geringer de Arruda, pai e filho que foram gravados levando o líder da pirâmide em um carro branco no dia de seu desaparecimento.

O corpo de Dalpiaz foi encontrado em um matagal alguns dias depois de seu sumiço e os autores do crime confessaram o homicídio à polícia, justificando que foram prejudicados financeiramente pelo homem, conforme reportou o Criptonizando.

Danilo Santana, criador da D9, fugiu para Dubai antes mesmo da pirâmide quebrar e chegou lançar uma carreira como cantor sob o codinome ‘Dubaiano’, além de gravar um DVD com a dupla Thaeme e Thiago, Naiara de Azevedo e outros.

Seguro em Dubai, longe da justiça brasileira e levando uma vida de luxo, Danilo é acusado de estelionato, formação criminosa e lavagem de dinheiro.

Leia também: WhatsApp escolhe Brasil para estrear pagamentos dentro do app e Nubank não perde tempo

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias