Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Vídeo: Coréia do Norte explode escritório de relações com a Coréia do Sul em ato brutal

Vídeo: Coréia do Norte explode escritório de relações com a Coréia do Sul em ato brutal

Coreia-norte-sul-explode-explosao-escritorio-guerra-economia
Imagem: Explosão no escritório de relações das duas Coréias. /Reprodução

A Coréia do Norte explodiu, nesta terça-feira (16), o escritório de relações que mantinha com a Coréia do Sul, em Kaesong, cidade fronteiriça entre os dois países.

A notícia foi anunciada pelo Ministério da Unificação, responsável pelas relações entre as duas Coréias. O ato ocorreu durante a tarde após dias de críticas e ameaças por parte de Pyongyang, capital da Coréia do Norte.

A tensão vinha aumentando e, ontem, o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, aconselhou a Coreia do Norte a retomar o diálogo depois de ameaças divulgadas pela mídia estatal de Pyongyang sobre o rompimento de relações e ações militares.

“As promessas de paz na península coreana que o presidente Kim Jong Un fez diante de nossos 80 milhões de habitantes não podem ser revogadas”, disse Moon em uma reunião com assessores de alto escalão, referindo-se a pactos firmados em uma cúpula dos dois líderes em 2018.

Antes disso, no entanto, Kim Yo Jong, irmã e conselheira do líder norte-coreano Kim Jong Un, fez ameaças dizendo que tomaria “ações” contra a Coréia do Sul:

“Sinto que já é hora de romper com as autoridades sul-coreanas. Tomaremos as próximas ações em breve”, afirmou Kim Yo Jong.

A ação mostra o descontentamento com o fracasso da Coréia do Sul em impedir que ativistas enviassem panfletos de propagansa através da fronteira, além da frustração diante so fracasso das negociações com Seul e Washington na tentativa de persuadir o governo dos EUA a aliviar as sanções contra a Coréia do Norte.

Outro ponto que incentivou o rompimento dramático entre as nações foram as expectativas frustradas de reavivar projetos econômicos com a Coréia do Sul.

O ataque ao escritório de relações entre as Coréias estava planejado, já que no sábado (13), a irmã do presidente norte-coreano alertou que Seul testemunharia, em breve, “uma cena trágica do inútil escritório de intermediação Norte-Sul sendo completo destruído” como uma forma de retaliação.

Leia também: Corretora brasileira lança ‘Big Brother’ das criptomoedas

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias