Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Startup de blockchain inventou a opção de "desfazer" transações na rede

Startup de blockchain inventou a opção de "desfazer" transações na rede

Transação-transações-blockchain-bitcoin-carteira-endereço

Uma das principais características da blockchain é o fato de que, uma vez que uma transação é feita, não há como voltar atrás — mesmo que você tenha enviado para o endereço errado. É por essa questão que os usuários de criptomoedas precisam ser tão cuidadosos.

Contudo, uma startup israelense de blockchain, chamada Kirobo, diz que sua tecnologia é capaz de desfazer transações na rede que antes seriam irreversíveis.

Com o recurso Retrievable Transfer (Transferência Recuperável, em tradução literal), a empresa promete dar aos usuários a capacidade de “cancelar” uma transação enviada para um endereço incorreto da carteira de criptomoedas.

“Nosso objetivo é tornar as transações de blockchain tão simples e seguras quanto o banco on-line”, disse o CEO da Kirobo, Asaf Naim, em comunicado à empresa nesta terça-feira (30).

Segundo a startup, a ferramenta cria uma nova camada nos protocolos blockchain existentes.

A tecnologia funciona da seguinte maneira:

A camada lógica da empresa fornece um código de transação exclusivo que deve ser inserido pelo destinatário para receber fundos do remetente. Até que o destinatário digite o código correto, o remetente poderá recuperar os fundos a qualquer momento.

Para a empresa, uma ferramenta que torne as transações em blockchain menos arriscadas, “protegendo os usuários de erros humanos” pode incentivar a adoção de criptomoedas:

“Ao remover o medo das transações com criptomoedas, a Kirobo facilitará a adoção da criptomoeda como um todo”, disse Adam Levi, CTO do DAOstack e consultor da Kirobo.

A plataforma da Kirobo recebeu apoio da Autoridade de Inovação de Israel, o braço do governo encarregado de promover a pesquisa e o desenvolvimento industrial. A empresa também foi auditada pela empresa de cibersegurança Scorpiones Group, de acordo com o comunicado de imprensa.

O recurso atualmente está disponível para transferências de bitcoin no site da Kirobo ou por meio de plugins em carteiras da Ledger, enquanto o suporte em outras carteiras deve ser lançado nos próximos meses.

A startup disse que não detém ou armazena as chaves privadas de um usuário, com o código exclusivo simplesmente determinando se a transação seria ou não finalizada.

Além disso, o Retrievable Transfer também pode operar offline caso os servidores da Kirobo sejam desativados.

Leia também: Satoshi propositalmente minerou menos bitcoin do que podia, diz pesquisa

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias