Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Nubank some com dinheiro de clientes e vaza informações pessoais no Google

Nubank some com dinheiro de clientes e vaza informações pessoais no Google

nubank contas dinheiro economia fintech banco digital-forbes

A semana está difícil para os clientes do Nubank, que além de terem seus dados expostos no Google e outras ferramentas de busca na Internet, alguns também acordaram ontem (07), com menos dinheiro em suas contas.

Pois é, a fintech desapontou muitos de seus defensores de uma só vez. Primeiro, uma falha do Nubank expôs informações como número da conta, nome completo e CPF, apontou o pesquisador  Heitor Gouvêa.

Os dados podiam ser encontrados em pesquisas nos buscadores Google, Bing, Yahoo, entre outros.

As informações fazem parte da função “cobrar”, geralmente usada entre pessoas que se conhecem, e que permite a criação de um QR Code que contém o valor e dados bancários para realizar o pagamento solicitado. Contudo, estavam expostas na Internet, sem o consentimento dos clientes do Nubank.

Assim que identificada, a falha foi reportada pelo pesquisador ao banco digital que, por sua vez, corrigiu o problema.

Dinheiro sumiu das contas dos clientes

Depois daquele susto, logo em seguida alguns clientes do Nubank tiveram uma nova surpresa nada animadora.

Conforme publicação da Veja, dezenas de clientes da fintech acordaram na terça-feira (07), com menos dinheiro em suas contas.

Relatos feitos nas redes sociais ou no próprio chat do Nubank afirmam que até 600 reais sumiram de suas contas após um ajuste feito pelo banco digital.

A matéria aponta que, segundo uma fonte relacionada ao assunto, foram centenas de milhares de reais retirados das contas de clientes do Nubank.

Contudo, a fintech criada pelo colombiano David Velez culpou a Caixa Econômica Federal (CEF) pela situação, que está relacionada ao pagamento do Auxílio Emergencial.

De acordo com o banco digital, entre os dias 15 de abril e 10 de junho de 2020, parte dos clientes do Nubank que realizou pagamento de boletos por meio da Caixa Econômica Federal recebeu em sua conta digital uma quantia superior ao valor correto, que teria sido um erro no sistema da própria Caixa.

Em nota, o banco digital disse que, assim que foi informado da situação, “o Nubank, agindo de boa-fé, comunicou seus clientes sobre o equívoco e, seguindo as recomendações da CEF, iniciou o processo de estorno dos valores excedentes de volta para o banco estatal”, mas alguns desses estornos foram feitos de maneira equivocada.

“As devoluções foram suspensas assim que o Nubank identificou inconsistências nos dados fornecidos pelo banco estatal”, disse a fintech.

Por isso, a empresa “decidiu reverter imediatamente os valores aos seus clientes mesmo não sendo responsável pela falha. Os clientes afetados já começaram a receber os valores em suas contas. A empresa aguarda esclarecimentos adicionais do banco estatal”, concluiu.

PicPay também responsabiliza a Caixa

Clientes do PicPay também relataram problemas, ao que a empresa alegou ser uma “instabilidade do sistema Caixa TEM”, que fez com que um pequeno percentual das transações entre o aplicativo e o PicPay não seja concluído.

“Nesses casos, o usuário deve fazer nova tentativa. Se a Caixa tiver debitado o valor utilizado para a transferência, o estorno deverá ser realizado pelo próprio banco”, disse o PicPay em nota.

Leia também: Yuan Digital começa nova fase de testes na China, veja o que vem por aí

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias