Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Brasileiros não querem mais utilizar dinheiro físico, diz pesquisa

Brasileiros não querem mais utilizar dinheiro físico, diz pesquisa

Brasileiros não querem mais utilizar dinheiro físico, diz pesquisa

De acordo com a pesquisa realizada pela Mastercard, empresa mundial de cartões, os brasileiros não querem mais utilizar dinheiro físico para pagamentos. 

Cerca de 53% dos brasileiros pretendem deixar de usar o dinheiro físico para realizar suas compras, conforme reportagem do Cointelegraph.

A pesquisa ouviu 6.750 pessoas de 15 países, inclusive no Brasil, e tinha como objetivo analisar os impactos do coronavírus nos meios de pagamento. 

Segundo a Mastercard, o Brasil e a América Latina estão na vanguarda da transformação digital. 

“Os consumidores da região são altamente conectados e adotam rapidamente as novas tecnologias”, revelou a vice-presidente de produtos e inovação na Mastercard Brasil e Cone sul, Ana Paula Lapa. 

A vice-presidente Ana Paula, comentou que a empresa está muito feliz por atender os consumidores e por saber que estão totalmente prontos para o afastamento do dinheiro e a adoção de pagamentos digitais.

O Brasil lidera entre as nações que mais ‘pedem’ o fim do dinheiro físico, segundo a pesquisa. No México e na Colômbia 41% não pretendem mais utilizar dinheiro físico.

Cerca de 52% dos brasileiros pretendem comprar mais on-line, enquanto 46% dos mexicanos disseram seguir com a mesma prática.

“No primeiro trimestre de 2020, os pagamentos on-line superaram pela primeira vez os pagamentos nas lojas físicas, com 41% dos consumidores dizendo em geral que comprarão mais on-line nas próximas duas semanas, em comparação com as duas últimas semanas”, revelou a Mastercard.

O governo brasileiro está facilitando a adoção de pagamentos digitais, principalmente com a criação do PIX, sistema de pagamentos instantâneos do Brasil.

Recentemente, a declaração do presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, o PIX vai terminar na criação de uma moeda digital.

O PIX tem como princípios principais ser seguro, aberto, barato, transparente e rápido. Cerca de 109 instituições bancárias e fintechs já se cadastraram para fazer parte do PIX.

Além de ser uma reposta a digitalização da economia, o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central pode acabar com as operações de TED e DOC.

Leia também: YouTuber foi ameaçado por quadrilha do Investimento Bitcoin

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias