Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Chainlink (LINK) explode 40% em um dia e atinge recorde histórico

Chainlink (LINK) explode 40% em um dia e atinge recorde histórico

link-alta-recorde-explode-preçocriptomoeda-chainlink-band-protocol-moeda-digital-recorde

Com um desempenho de se orgulhar no último ano, a criptomoeda chinesa Chainlink (LINK) acaba de atingir um novo recorde histórico após valorizar incríveis 40% em apenas 24 horas.

A moeda saiu de US$6,10 no domingo e embarcou em uma alta até US$8,480 na Binance nesta segunda-feira (13), chegando ao top 10 de maiores criptomoedas por capitalização de mercado, na frente de ativos como EOS, Stellar Lumens, Monero e Tron.

chainlink-usd-alta-recorde-preço

Para chegar a este preço, a LINK destruiu todas as resistências que encontrou no caminho poucos dias após quebrar seu recorde histórico anterior, em 6 de julho, quando atingiu US$5,31.

Diferente do que costuma acontecer ao bater um novo recorde e entrar em uma fase de descobertas, os investidores da Chainlink demonstraram resiliência e não caíram no famoso Fear of Missing Out (FOMO, na sigla em inglês), que significa “Medo de Perder”.

Assim, o novo recorde atingido pela moeda na manhã desta segunda-feira pode ser visto como um reforço na narrativa do analista de criptomoedas Timothy Peterson, que declarou na última quarta-feira (08), que há “uma possibilidade muito real” de que a LINK “se torne maior que o bitcoin algum dia”.

Essa também foi a criptomoeda com o melhor desempenho de 2019 e durante o primeiro semestre de 2020 conquistou o dobro de holders que tinha antes.

Apesar da explosão em seu preço, a Chainlink sofreu uma correção durante a tarde, e está cotada em US$7,11 no momento da publicação.

 

Gráfico Chainlink entre 11 e 13 de julho. Fonte: Coin360

Leia também: G20: Brasil passará a discutir o uso de criptomoeda para substituir o Real em outubro

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias