Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Promotores de esquema bilionário com criptomoedas são encontrados mortos no México

Promotores de esquema bilionário com criptomoedas são encontrados mortos no México

criptomoedas-onecoin-piramide-esquema-morto-promotor-lideres-bitcoin-méxico-bilionário-chileno

Óscar Brito Ibarra e Ignacio Ibarra, dois promotores da OneCoin, esquema bilionário com criptomoedas que lesou investidores em todo o mundo, foram encontrados mortos no município de Mazatlán, no México, de acordo com informações do portal La Tercera.

Segundo a publicação, as autoridades mexicanas encontraram os corpos dos dois homens enfiados em malas em sacos de lixo e despejados em um terreno baldio em 30 de junho.

Ambos teriam sido sequestrados dois dias antes, em outro bairro da cidade, e a causa da morte foi asfixia, aponta o site.

O golpe avaliado em US$4 bilhões dado pela OneCoin, criada em 2014 pela búlgara ‘Cryptoqueen’, Ruja Ignatova, foi um dos maiores esquemas Ponzi no setor de cripto, e Óscar era um dos profissionais de marketing do esquema, fazendo parte de um grupo chileno que atendeu palestras e seminários na Argentina, Brasil e Colômbia.

Mesmo quando o negócio começou a perder força mundialmente, Óscar seguiu promovendo a empresa. Depois, entrou na Latin American Automotive Marketing Company (CLA), empresa que aceita criptomoedas como pagamentos para automóveis, apontada como um projeto fraudulento.

Ele e seu parceiro, Ignacio Ibarra, viajaram pela América Latina afirmando que poderiam comprar veículos a custos mais baixos se utilizassem o sistema da OneCoin.

Informações apontam que a dupla conseguiu inúmeras vítimas para investir diretamente nos dois esquemas, mas a família de Óscar nega a relação com os esquemas.

O portal diz ainda que pessoas próximas afirmam que Óscar e Ignacio viajaram para o México a mando da CLA para atrair mais clientes.

“O que aconteceu durante a última semana é um mistério”, diz o site, especulando a possibilidade de que um cartel mexicano que costumava usar criptomoedas para lavar dinheiro, de acordo com a Administração de Repressão às Drogas dos Estados Unidos, tenha sido responsável pelo assassinato da dupla.

Leia também: Robinhood segue em alta mesmo após suicídio de trader e passa a valer US$8,6 bilhões

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias