Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Serasa Limpa Nome: Nova campanha quita dívidas por R$ 100

Serasa Limpa Nome: Nova campanha quita dívidas por R$ 100

serasa-finanças-economia-beasil-dívidas
Imagem: Feirão Serasa Limpa Nome. Fonte: Divulgação.

O Serasa lançou uma campanha nessa semana para ajudar os brasileiros endividados a quitar suas dívidas por apenas R$100. 

Por meio da iniciativa ‘Serasa Limpa Nome’ pessoas com débitos entre R$200 e R$1.000 com as empresas Ativos S.A, KrotonTricard, Santander, Recovery, BMG e credsystem poderão quitá-los pagando apenas 100 reais. 

Com o projeto que visa renegociar os pagamentos, a empresa estima que mais de 25 milhões de dívidas poderão ser pagas. 

Outras empresas, como Itaú, Avon, Carrefour, Claro, Oi, Casas Bahia e Vivo também fazem parte da campanha  

“Neste momento delicado da economia, em que muitas pessoas perderam sua renda, trabalhamos para oferecer o máximo de ajuda para esta parcela significativa da população, trazendo mais empresas parceiras para a iniciativa de facilitar o pagamento de dívidas”, disse Lucas Lopes, diretor do Serasa Limpa Nome. 

Lopes argumenta que, “sem esta dificuldade, as pessoas voltam a consumir, a trabalhar, e todos contribuímos para a economia se recuperar mais rapidamente”. 

A empresa não tem atendimento presencial nas agências do Serasa devido à pandemia do COVID-19.

Sendo assim, os interessados podem realizar o pedido de quitação de dívida através do site ou pelo aplicativo do Serasa (Centralização de Serviços dos Bancos), disponível para Android e iOS

Serasa 

Responsável por reunir informações, fazer análises e pesquisas sobre as pessoas físicas e jurídicas que estão com dívidas financeiras, o Serasa é uma empresa privada brasileira de caráter público.

Leia também: Kodak vai de criação de criptomoeda à fabricação de cloroquina para fugir da falência e ações disparam

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias