Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Hacker de 17 anos que invadiu o Twitter tem R$ 18 milhões em Bitcoin

Hacker de 17 anos que invadiu o Twitter tem R$ 18 milhões em Bitcoin

hacker-twitter-bitcoin-btc-golpe-invasão-clark
Imagem: Graham Ivan Clark, 17, em côrte no último sábado (01). Crédito: Josh Solomon / Times.

Graham Ivan Clark, o adolescente de 17 anos da Flórida que foi preso na semana passada acusado de ser a mente por trás do maior ataque ao Twitter, tem R$ 18 milhões em Bitcoin (BTC). 

Conforme reportou o The Block, de acordo com informações divulgadas pelo advogado David Weisbrod durante uma audiência no último sábado (01), Clark tem 300 BTC, cerca de R$ 18 milhões na cotação nesta terça-feira (04) no momento da redação.

O hacker enfrenta 30 acusações criminais por promover um golpe usando bitcoin na rede social cofundada pelo empresário e desenvolvedor Jack Dorsey. 

Durante a fraude orquestrada por Clark, segundo as acusações, perfis de celebridades no Twitter, como Elon Musk, Bill Gates, Barack Obama e outros, publicaram a mesma mensagem em 15 de julho: “envie Bitcoin e te enviarei de volta o dobro do seu dinheiro”. 

Mason John Sheppard (“Chaewon”), 19, do Reino Unido; e Nima Fazeli (“Rolex”), 22, de Orlando, Flórida, são acusados de ajudar no ataque que consistiu em diversas violações técnicas e enganharia social. 

300 BTC 

Em resposta ao advogado do hacker recém formado no ensino médio, os promotores no caso disseram que os 300 BTC de Clarke devem ter sido obtidos ilegalmente, devido à sua “conduta”, referindo-se ao hack no Twitter. 

No entanto, Weisbrod negou o argumento e disse que Clark foi alvo de uma investigação criminal em 2019, quando promotores apreenderam cerca de US$ 15 mil em dinheiro e 400 bitcoins do adolescente. 

Na época, segundo o advogado, Clark teria recebido de volta 300 BTC depois que os promotores se recusaram a acusá-lo de algum crime. 

Weisbrod por sua vez classificou a atitude como algo que legitima os bitcoins do hacker, embora não tenha sido explicado o motivo de as autoridades não devolverem todos os BTC do hacker. 

“Não consigo pensar em maio indicação de legitimidade do que a aplicação da lei devolvendo o dinheiro”, disse. 

Durante a audiência, foi definida uma fiança de US$725 mil para o mentor do ataque – valor muito superior ao que teria sido roubado ao enganar os usuários na rede social: cerca de US$180 mil, segundo o The New York Times. 

Contudo, de acordo com a lei do estado da Flórida, os promotores aceitariam 10% da fiança estabelecida, equivalente a US$72.500, para libertar o adolescente enquanto aguarda julgamento. 

Leia também: Empresário pede auxílio de R$ 71 milhões contra COVID-19 para pagar funcionários… e compra Lamborghini

Curta o Criptonizando no Facebook, Instagram, Twitter e Telegram para ficar por dentro de tudo que acontece no Mercado Cripto.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas Notícias